terça-feira, 1 de julho de 2014

Cida Borghetti Candidata a Vice de Beto Richa



Beto Richa apresenta a deputada federal Cida Borghetti como candidata a vice para o Governo do Paraná, na manhã desta terça-feira (01), na sede do PSDB em Curitiba.

“É uma grande honra fazer parte desta nobre missão, representando as mulheres, as famílias paranaenses e todo interior do estado. Agradeço por fazer parte deste novo momento vivido pelo nosso estado, da continuidade do Novo Paraná, que tantos benefícios trouxe às famílias paranaenses.” Cida Borghetti

#ParanáQueAcredita #SouBeto #SouBetoSouCida #SouAécio #AécioAloysioMudaBrasil

domingo, 29 de junho de 2014

Paranaenses Prestigiam Convenção Estadual do PSDB-PR



Em convenção que reuniu cerca de 5 mil pessoas na manhã deste domingo, em Curitiba, o PSDB do Paraná confirmou o governador Beto Richa como candidato a reeleição.

“Quero continuar a fazer um governo democrático, justo, honesto, um governo que não precisa usar da truculência para se impor. Não podemos deixar que o Paraná caia de novo em mãos erradas”, afirmou Richa, ao lado de sua esposa, Fernanda, de seus filhos, Marcello, André e Rodrigo, de seus irmãos, Adriano e Pepe Richa, e da mãe, Arlete. Após a convenção, Richa recebeu o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, em almoço em restaurante no bairro de Santa Felicidade.

Richa citou os avanços conquistados pelo Paraná em menos de quatro anos de governo, como a redução da pobreza ao menor nível já registrado no Estado, as conquistas na educação, na saúde e na segurança e a volta dos grandes investimentos ao Paraná. “Tenho orgulho por tudo o que já conquistamos, por conseguir devolver ao Paraná a autoestima e o desejo de retomar o progresso”, afirmou Richa.  “Conseguimos fazer, em três anos e meio, muito mais do que se fez nos oito anos anteriores.”

O senador Alvaro Dias, também candidato à reeleição, lembrou que a economia no Paraná cresceu o dobro que a do Brasil em 2013. “Com Beto Richa no governo, o Paraná é um exemplo nacional de desenvolvimento. A mudança que está acontecendo aqui precisa acontecer em todo o País”, disse Dias.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni, destacou que o Paraná voltou a ter credibilidade e que Beto Richa está fazendo um governo livre de corrupção.

Líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado Ademar Traiano citou as realizações de Beto Richa para o crescimento local, como a valorização dos policiais, que têm o maior salário do Brasil. “De um lado está o Paraná do repeito construído por Beto Richa. Do outro, o Paraná do retrocesso. Não podemos voltar atrás”.

Durante a convenção, também foram exibidas mensagens de apoio de Fernando Henrique Cardoso, José Serra e Geraldo Alckmin, lideranças nacionais do PSDB.  



Richa e Aécio

Em almoço no restaurante Madalosso, em Curitiba, Aécio Neves destacou a amizade e a admiração que tem por Beto Richa. “É um dos melhores gestores públicos do Brasil, que deve continuar à frente do governo para que o Paraná possa continuar crescendo”, disse Aécio.

O candidato à Presidência pelo PSDB também lembrou a perseguição sofrida pelo Paraná por parte do governo federal. “Temos um um governo centralista, de costas para o Brasil, e um dos maiores exemplos é o que é feito com o Paraná, afirmou Aécio.




quarta-feira, 25 de junho de 2014

26 anos de PSDB!



"É um enorme orgulho fazer parte do partido que hoje representa os mais altos valores democráticos e que se apresenta, sempre, como o guardião das liberdades tão duramente conquistadas pelo povo brasileiro. Parabéns a todos os brasileiros de espírito democrático. Parabéns ao nosso PSDB!"

Paulo Krüger,
Cientista Político e Presidente da Juventude do PSDB de Curitiba.

Convite - Convenção Estadual do PSDB

No próximo domingo (29/06), na sede social do Paraná Clube, 08:30! Todos convidados para a nossa convenção! #SouBeto #PSDB



terça-feira, 24 de junho de 2014

AONDE ESTAMOS?

Uma pergunta tem rondado os curitibanos: A que ponto chegamos? Curitiba já foi referência em assistência social. Uma ampla rede de atenção, proteção e promoção social foi construída em nossa cidade e se consagrou modelo para o país. Um sistema integrado, focado no auxílio às pessoas em condições de risco e baseado em atenção social plena, com promoção da saúde, apoio habitacional,  políticas de geração de emprego, dentre outros programas de atuação. Um conjunto de ações executadas pela Prefeitura de Curitiba por meio da Fundação de Ação Social (FAS) em conjunto com entidades sociais e instituições diversas da sociedade civil.

Uma das marcas de Curitiba, que se tornou parâmetro nacional no assunto. Uma intrincada gama de estratégias de ações, voltada para o desenvolvimento social, cuja eficácia sempre foi evidente. Graças a esse sistema Curitiba se tornou a capital brasileira que mais reduziu a pobreza, consagrou-se como referência em qualidade de vida e foi a primeira cidade do Brasil a cumprir a meta do milênio estipulada pela ONU para redução da desigualdade social. No ano de 2011 Curitiba estava preparada para erradicar a pobreza segundo estudos da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Poucas cidades em nosso país podem se considerar detentoras de condições de desenvolvimento humano e todas, em maior ou menor grau, basearam-se em alguma experiência advinda de Curitiba. Desenvolvimento Social já foi um dos sinônimos de Curitiba, assim como meio ambiente, saúde e planejamento urbano.

E é justamente por isso que hoje os cidadãos curitibanos estão se fazendo aquela pergunta que abriu esses texto. Porque esse contexto de igualdade de oportunidades que vinha se aprimorando e se fortalecendo em nossa cidade minguou (para não dizer que desapareceu). O ambiente de mobilização sincronizada entre a Prefeitura de Curitiba, sociedade organizada, cidadãos atuantes e entidades proativas, em geral, se desarticulou.

Tomemos como exemplo os estragos decorrentes das chuvas nas últimas semanas. Logicamente, não é culpa de ninguém o fato de que choveu muito mais do que o normal e o volume pluviométrico alcançou níveis históricos. Até porque isso aconteceu na região Sul inteira do país. Uma calamidade, fruto das intempéries da natureza. Contudo, a ingerência que impossibilitou a atuação rápida e efetiva de organismos de atenção social em Curitiba é consequência direta do despreparo da administração municipal.

Basta ver a terrível situação e a péssima atuação da Vice-Prefeita Miriam Gonçalves, segunda no comando da Prefeitura. Ao visitar o bairro do Tatuquara, uma das áreas atingidas, a Vice ouviu de um dos moradores o que eles precisavam. Tudo o que pediam eram duas pessoas da Defesa Civil para orientar os moradores da região no momento caótico das enxurradas. Algo que a Prefeitura foi incapaz de providenciar. A inaptidão da Vice-Prefeita de Gustavo Fruet era tanta que ela sequer sabia o que falar ao morador.

Não bastasse isso, a insuficiência da Vice-Prefeita em conduzir a situação ainda piorou. Discutiu com um Vereador, que também estava no local, e o acusou de não estar ajudando. Detalhe: o Vereador estava no local desde o momento em que a chuva havia causado os estragos. Encharcado, o Vereador ajudava os moradores a se organizar. A Vice, que o acusou de não ajudar, só chegou com sua comitiva depois que a chuva já havia baixado. Em tom ameaçatório, a Vice avisou o Vereador: "baixa a voz". Ao que parece, um cidadão não pode mais conversar com uma representante da Prefeitura para explicar o trabalho que estava realizando em apoio à própria Prefeitura.

A pendenga toda foi noticiada pela imprensa e o vídeo da (falta de) atuação da equipe da Prefeitura, com a discussão envolvendo a Vice-Prefeita, econtra-se neste link:


Após a encrenca, a Vice-Prefeita achou mais apropriado viajar. Embarcou para uma viagem internacional. Os curitibanos que se resolvam. Com a ajuda que deu no vídeo talvez até ajude mais não estando em Curitiba.

Curitiba, que já foi modelo em assistência social, com grande capacidade de rápida resposta a situações como essa, tornou-se símbolo da falta de tato dos gestores e incapacidade de agir. Como a atual gestão da Prefeitura chegou nessa situação? Difícil dizer. Ao que parece, a articulação político-partidária se tornou prioridade sobre a articulação organizacional. Ameaçar quem faz parece ser mais importante do que simplesmente ir lá e fazer.

A que ponto chegamos? Eis a pergunta. Talvez nem mereça resposta. Afinal, outras indagações merecem maior preocupação dos curitibanos. O que esperar de uma gestão como essa? Não sabemos, mas definitivamente não serão boas notícias. Pode piorar? A ineficiência da administração da Prefeitura significa que sim!


Evandro Sbalcheiro Mariot
Médico, advogado e Secretário Geral da Juventude do PSDB do Paraná


sexta-feira, 13 de junho de 2014

Convenção Nacional do PSDB



Amanhã (14/06), às 9h, será realizada a Convenção Nacional do PSDB em São Paulo - Expo Center Norte.

#SomosAécio #PRestáComAécio #JPSDBunida #AécioDigital

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Por que estamos aqui?


O Brasil inteiro clama por mudanças e os motivos são óbvios. De tão óbvios que são, não acredito ser necessário dedicar-me aqui a fazer um resgate de todos os assuntos que exigem estas mudanças emergenciais. Neste espaço vou me propor apenas a esclarecer o que o PSDB tem a oferecer ao Brasil.

Nada é mais importante do que zelarmos pela nossa liberdade no momento em que assistimos, novamente, sua democracia ser ameaçada pelo populismo autoritário em pleno século XXI. O PSDB oferece ao Brasil a alternativa da escolha por um partido sem a subordinação ideológica atrasada, sem a obsessão pelo poder e sem o messianismo característico dos autoritários.

O PSDB oferece ao Brasil a defesa intransigente das instituições mantenedoras do Estado Democrático de Direito, a alternativa moderada e pautada no diálogo e sem maniqueísmos. Por mais imperfeito que o partido possa ser, não estamos aqui para vender ilusões ou mentiras escabrosas para alcançarmos e nos perpetuarmos no poder.

Estamos aqui para oferecer um partido plural, capaz de receber dentro de sua própria estrutura pessoas com pensamentos divergentes, mas capazes de promover o bom diálogo respeitoso acerca dos desafios a serem encarados pelo país.

Estamos aqui para garantir que todos possam dialogar, concordar e discordar, sem que a imposição arbitrária e ideológica acabe por impedir que sejamos capazes de compreender a dinâmica sociedade na qual vivemos. Uma sociedade que passa por mudanças cada vez mais rápidas e que exige que todos nós sejamos capazes de nos adaptarmos para vencermos sempre os novos desafios que se impõem.

Estamos aqui para oferecer à sociedade brasileira um espaço capaz de aprofundar a democracia e avançar no processo civilizatório o qual nossa sociedade necessita.

O PSDB serve, desde sua fundação, ao sonho de construirmos uma sociedade livre, na qual as relações humanas sejam pautadas no respeito mútuo entre todos os cidadãos, independente de suas mais intensas divergências. A cultura do respeito é imperativa no PSDB, e aqui jamais será dado espaço a radicalismo de qualquer natureza, pois entendemos que foram a partir dos radicalismos que nasceram - e que sobrevivem até hoje - as maiores violências, covardias e infâmias protagonizadas pela humanidade.

O PSDB entende que, não só o Brasil, mas o mundo precisa de mecanismos capazes de manter sempre afastados do poder os que pretendem dividir a humanidade. Pretendemos que no lugar destes, o poder esteja sempre nas mãos dos que promovem a união e a convivência livre e pacífica tão sonhada pelos seres humanos.

Por fim, estamos aqui em 2014 para oferecer ao Brasil a possibilidade de retomarmos a construção desta sociedade, pois hoje o Brasil está cada vez mais distante destes velhos sonhos e desejos de quase 200 milhões de brasileiros.

Pela liberdade, pela democracia, e pela tão sonhada alegria de ser brasileiro com dignidade, o PSDB está aqui!


Paulo Krüger,
Cientista Político e Presidente da Juventude do PSDB de Curitiba.

terça-feira, 10 de junho de 2014

Vice-Prefeita Miriam Gonçalves (PT) em Paris?

"Existem diferenças bem claras entre as administrações municipal e estadual. A principal delas estamos vendo neste difícil momento para a população, que está sofrendo por conta das fortes chuvas. Enquanto o Beto e a Fernanda Richa percorrem todo o estado e a capital para ouvir e levar respostas à população, na prefeitura de Curitiba acabamos por assistir a baixaria promovida pela vice-prefeita, Miriam Gonçalves (PT) que, logo após as tragédias, demonstrou o seu absoluto descaso com a população mais carente da cidade, arrumando as malas e partindo a Paris. Partidos e políticos não são todos iguais como alguns querem fazer crer. A diferença é visível e não é pouca."

Link: http://www.bocamaldita.com/1119802161/mirian-vai-paris/


ITV - PEC 406/09 do Deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR)


Petistas ignoram comissão que debate transferência de recursos, diz Kaefer.

A comissão especial instalada para discutir a PEC 406/09, de autoria do deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR), está enfrentando dificuldades nos trabalhos devido à evasão dos deputados petistas das reuniões. “É um assunto de interesse de todo o povo brasileiro. Estamos debatendo aqui se os nossos municípios receberão, ou não, por parte do governo federal, uma distribuição digna de recursos, para que possam investir em mais saúde, educação, infraestrutura”, afirmou o tucano.

Também vice-presidente da comissão, Kaefer explica que o desinteresse da sigla nas discussões é o reflexo da situação atual vivida pelos municípios.

“O governo federal tem feito repasses insuficientes, deixando a população brasileira com serviços precários. Nossa PEC é estruturante e representa uma reforma para o pacto federativo. Até se fala em um reajuste do FPM, o Fundo de Participação dos Municípios, de 2%, porém, isso é muito pouco. Precisamos repensar a distribuição como um todo. Essa é uma grande oportunidade”, disse Kaefer.

A proposta da PEC 406/09 é corrigir uma distorção na partilha dos recursos entre os entes federados, com aumento na participação dos municípios nas receitas de ICMS (de 25% para 30%) e do FPM (21,5% para 24,5%). A União também deverá repassar às prefeituras 23,5% da arrecadação com contribuições sociais para investimento em saúde. “Isso permitirá um desafogamento das finanças municipais, o que seria revertido em benefícios para a população”, destacou Kaefer.

Fonte: https://www.facebook.com/itvpr

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Mobilização!

Em função dos danos provocados pelas fortes chuvas, o Governo do Paraná e a Defesa Civil iniciaram uma campanha de doação de colchões, cobertores, fraldas, água, materiais de higiene e de limpeza, roupas e cestas básicas. Toda ajuda é válida. As doações podem ser entregues nas unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de qualquer cidade do Paraná. Os paranaenses precisam da sua ajuda!

Saiba mais em: www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr