segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

"O Bolsa-Família é o maior programa oficial de compra de votos do mundo.”


Quem ainda não teve a oportunidade, não pode deixar de ver, a entrevista do Senador do PMDB de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos a Revista Veja.

Um dos fundadores do velho MDB, abriu seu coração ao repórter Otávio Cabral e soltou frases que a população já dizia pelas ruas, mas ainda não haviam saído da boca de algum político, nem mesmo da oposição:

Sobre Renan: “Ele não tem nenhuma condição moral ou política para ser senador, quanto mais para liderar qualquer partido. É o maior beneficiário desse quadro político de mediocridade em que os escândalos não incomodam mais e acabam se incorporando à paisagem”.

Sobre o Senado: “Às vezes eu me pergunto o que vim fazer aqui. O nível dos debates é inversamente proporcional à preocupação com benesses. É frustrante”.

Sobre Sarney: “Sarney vai transformar o Senado em um grande Maranhão”

Sobre parte do PMDB: "Boa parte do PMDB quer mesmo é corrupção”

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

25 Anos depois. . .

Para marcar os 25 anos do comício das Diretas na praça da Sé, em 25 de janeiro de 1984, o Instituto Datafolha realizou uma pesquisa em 180 municípios brasileiros, ouvindo 3.486 cidadãos.

Segundo a jornalista e cientista polític Lúcia Hippólito, dois temas merecem comentário:

Para 61% dos entrevistados, a democracia é sempre melhor do que a ditadura (aumento de cinco pontos percentuais desde 2005, quando pesquisa semelhante foi realizada).

Consolida-se a noção de que na democracia as pessoas vivem melhor. Vivem em clima de liberdade. Liberdade de ser diferente, de pensar diferente.

O segundo tema da pesquisa Datafolha que merece alguma reflexão é o aumento do apoio ao voto obrigatório – 53% são a favor, contra 42% de 1994, quando o Datafolha fez esta pergunta pela primeira vez.

O apoio ao voto obrigatório é maior entre as mulheres (57%), os jovens (59%) e entre os brasileiros que possuem até o ensino fundamental (58%) e ganham até dois salários mínimos (60%).

Estes números podem estar apontando para o fato de que os mais carentes começam a perceber que o voto é um importante instrumento para melhorar de vida, ter mais acesso aos bens da civilização.

É interessante visitar periodicamente esses temas, porque muitas vezes as pesquisas de opinião derrubam certos mitos cristalizados entre os temas políticos.

Que venham mais pesquisas temáticas. Por que não investigar a opinião da população sobre financiamento de campanha, reeleição, mandato presidencial de cinco anos, voto distrital, entre outros temas que compõem a pauta da reforma política?

Fonte: Blog da Lúcia

E você o que pensa sobre o voto obrigatório?

Paulo Renato: "Presidente é ridículo e covarde"


"Um presidente usar dados falsos, com claras intenções eleitoreiras, em qualquer parte do mundo é inadmissível. Foi um ato covarde, dito num ato de campanha eleitoral, sem dar o direito de qualquer pessoa responder para esclarecer que é mentira. (...) Lula é ridículo!" - declarou Paulo Renato, acusando Lula de usar dados falsos, com a clara intenção de prejudicar eleitoralmente o governador José Serra. 

A reação do Deputado tucano foi após a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante encontro com prefeitos quando este tentou prejudicar a imagem do Governador de São Paulo José Serra, ao utilizar dados inexistentes

Fonte: Globo.com

Jovens Tucanos do Rio de Janeiro recepcionam os calouros da UFRJ



Fotos cedidas por Daniel Gil

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Cadê a vergonha na cara?

"O Edmar tem que enfrentar a vida. Veja meu caso. Renunciei e fui embora para minha terra e dei a volta por cima. O eleitor nem se lembra disso e hoje estou aqui, vitorioso, feliz da vida."

Severino Cavalcanti, aquele, o mesmo que renunciou a Presidência da Câmara para não correr o risco de ser cassado, hoje Prefeito de João Alfredo no Pernambuco, comentando o caso do deputado mais conhecido como O Homem do Castelo...

Também queremos!

Hoje o Prefeito Beto Richa se encontrou com a bancada de Deputados Estaduais do PSDB, e ouviu dois pedidos que certamente poderão fazer bem ao Paraná num futuro bem próximo: que Beto assuma a presidência estadual do PSDB no lugar de Valdir Rossoni, que por ter cumprido dois mandatos não poderá se reeleger. O segundo pedido seria de que o partido tenha candidatura própria ao governo do Estado... Pra bom entendedor. . .

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Reunião da Comissão Executiva Municipal

Foto: o Secretário Geral e o Presidente do PSDB de Curitiba, Michele Caputo e o Ver. João Cláudio Derosso

Nesta manhã a Comissão Executiva do PSDB de Curitiba se reuniu em caráter extraordinário e decidiu por unaminidade encaminhar o pedido Representação por infração ética disciplinar, feito pelo filiado José Elton Doque Ribeiro e apoiado pela Juventude do PSDB, contra a conduta do filiado Edson Feltrin, ao Conselho de Ética.

Agora o Conselho de Ética se reunirá para analisar o pedido, embasado no Estatuto do partido e nas provas a ele anexadas.

A Juventude espera que a questão seja analisada o mais breve possível e a justiça seja feita!

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

A Juventude fazendo o seu papel

A JPSDB Curitiba acabou de protocolar um pedido a direção do partido para a avaliação da capitualção do filiado Edson Feltrin.
A Comissão Executiva da Juventude Tucana de Curitiba se reuniu na noite do dia 04 de fevereiro e avaliou que a conduta do 1º Secretário do partido em Curitiba não condiz com o comportamento de alguém que se diz tucano.

Segue a íntegra a nota assinada pela Comissão Executiva
:

"AO PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA DO MUNICÍPIO DE CURITIBA –PSDB CURITIBA- 06 DE FEVEREIRO DE 2009.

"A Juventude do Partido da Social Democracia Brasileira de Curitiba –JPSDB Curitiba-, entidade de maior representatividade e ação da militância tucana em Curitiba, conforme a Ata 011-07/09, decidiu em Reunião Ordinária solicitar através deste requerimento que a Comissão Executiva e o Conselho de Ética e Disciplina deste partido tomem as devidas medidas com agilidade na análise da “Representação por infração ética disciplinar”, encaminhada à direção deste partido pelo filiado José Elton Duque Ribeiro e assinada pelos membros do Diretório Municipal do PSDB.
A Juventude deste partido crê que a comportamento do filiado Edson Feltrin não condiz com a boa conduta de alguém que diz levantar as bandeiras do PSDB, desta forma nos manifestamos favoravelmente ao pedido encaminhado, de que o filiado Edson Feltrin seja expulso do quadro do filiados do PSDB.

Os membros da Comissão Executiva da JPSDB Curitiba:


Marcello Richa
Presidente

Felipe Nasser Daher
Vice-Presidente

Edson Luiz Lau Filho
Secretário Geral

Rodrigo Friscthe
Secretário Executivo

Mounir Chaowiche Junior
Tesoureiro

Gabriela Bueno de Oliveira Gatti
Secretária de Comunicação

Elizeu Barroso Alves
Secretário de Ação Social

Paulo Gustavo Kruger Cardoso
Secretário de Formação Política"

PARTICIPE!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

"O Paraná é o pior estado na execução de obras do PAC"


Que o Governo do Estado não faz força nenhuma para investir no crescimento do nosso estado, todos sabem. A grande questão é que quem disse isso foi o Ministro do Planejamento Paulo Bernardo (PT), seu aliado político cujo partido é da base de apoio do Governador Roberto Requião (PMDB). Ainda por cima, o Ministro disse isso ao Prefeito Beto Richa (PSDB) e arrematou: "Quem puxa a média para cima é Curitiba. Por que o estado tem péssimo desempenho."

Governo maquiou o aumento de investimentos do PAC

Ao que tudo indicava, o Governo Federal havia se coçado para mostrar serviço nesse período em que a marolinha começou a atingir o nosso país, assim, a dois anos da sucessão presidencial, o governo resolveu turbinar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), anunciando um acréscimo de R$ 142,1 bilhões nos investimentos previstos até 2010 e mais R$ 502,2 bilhões após a gestão Lula.
Só que ''maquiou'' o plano com a inclusão de obras antigas. Como mostra reportagem do Globo, boa parte da lista das chamadas "obras novas" são projetos em andamento - alguns já incluídos em balanços anteriores do PAC ou previstos no orçamento das estatais. É o caso, por exemplo, das obras de expansão da linha 1 do metrô do Rio de Janeiro e da exploração de petróleo na camada pré-sal, incluída no plano estratégico da Petrobras 2009/2013. Até o trem-bala que ligará Rio a São Paulo foi ''incluído'' como obra nova, mas o projeto já constava do último balanço do PAC, divulgado em setembro de 2008.
Daqui a pouco quem vai se maquiar para sair as ruas é a população. . .

Fonte: Blog do Noblat

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

A marolinha vai dando as caras.

O IBGE informou nesta terça (3) que a industria brasileira amargou uma retração de 12,4% em dezembro de 2008. O pior resultado desde 1991.

O faturamento da indústria minguou 16,2% no último trimestre. A CNI já antevê na atmosfera a fumaça da recessão.

Uma recessão técnica, caracterizada por dois trimestres consecutivos de queda no nível de atividade econômica.

Ainda de acordo com a CNI, o emprego industrial teve em dezembro a maior queda desde 2003.


É bom o governo parar de falar e fazer algo de efetivo, pois se essa ingerência continuar veremos muitas famílias com seus chefes desempregados.


Fonte: Fernando Rodrigues

Humor: O retorno da cassandra

Fonte: Blog do Noblat

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Sarney é mais uma vez eleito Presidente do Senado


José Sarney (PMDB-AP) é o novo presidente do Senado. Ele foi eleito por 49 votos contra 32 do senador Tião Viana (PT-AC) e vai substituir no cargo o senador pelo Rio Grande do Norte Garibaldi Alves, também do PMDB.

Aos 78 anos, Sarney vai comandar pela terceira vez o Senado - os mandatos anteriores foram entre 1995 e 1997 e entre 2003 e 2005. No cargo, Sarney vai administrar um contingente de 7,2 mil funcionários, entre efetivos e em cargo de confiança, e um orçamento anual de R$ 2,7 bilhões, superior ao da cidade de Porto Alegre.

A vitória de Sarney pode abalar a base aliada do governo. O senador rompeu um acordo entre o governo e o PMDB, que previa a troca de apoio nas eleições da Câmara e o Senado e que vinha da legislatura anterior.

Fonte: G1