sexta-feira, 31 de julho de 2009

Prefeitura vai colaborar com o Censo de 2010

A Prefeitura de Curitiba vai participar da Comissão Municipal de Geografia e Estatística, que irá colaborar com o IBGE, no planejamento e na execução do Censo Demográfico de 2010. A comissão, instalada hoje, é formada por representantes do poder público e da sociedade civil. A coleta de dados do Censo inicia em 1º agosto de 2010 e levará quatro meses para ser concluída.

O IBGE pretende divulgar os primeiros resultados em dezembro de 2010. O último Censo no País foi feito em 2000. Comissões Municipais de Geografia e Estatística serão criadas nos 5.565 municípios do Brasil e também serão mobilizadas para a coleta de dados 240 mil pessoas.

Curitiba será dividida em 2.400 setores e 27 postos de coleta de dados. Serão contratados 1.800 recenseadores maiores de 18 anos, com ensino fundamental completo, e 200 supervisores com ensino médio completo. As inscrições serão abertas em outubro. Informações pelo site
www.ibge.gov.br ou pelo telefone 0800-7218181.

FHC: "Crise de valores morais e éticos"

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fez críticas indiretas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira (30) em palestra a industriais e empresários em Fortaleza. "Estamos transformando o governo das leis no governo do homem, do 'cara'".

Fernando Henrique disse que há crise de valores morais e éticos no país. O ex-presidente comentou a crise vivida no Senado e as denúncias contra o presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AP) e criticou a interferência do presidente Lula na questão.


"Qualquer que venha a ser o resultado, não nos cabe prejulgar, a Comissão de Ética não pode estar sob suspeição", observou. Em seguida, disse ser "estapafúrdio" o fato de 70% dos integrantes da Comissão de Ética do Senado estarem envolvidos com algum tipo de irregularidade. "Indicar para o Conselho de Ética pessoas que elas próprias são suspeitas de desvios éticos é estapafúrdio", condenou.

O problema é do Lula, sim!

Por Valdo Cruz, na Folha Online:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que o futuro do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não é problema seu. Questionado se discutiria com o aliado peemedebista seu futuro à frente do comando do Senado, Lula disparou: "Não é um problema meu [a permanência de Sarney]. Eu não votei para eleger Sarney presidente do Senado nem votei para ele ser senador do Maranhão".

Com todo respeito, nada mais falso. Verdade que, votar, ele realmente não votou em Sarney. Mas que trabalhou pela eleição do aliado, ah, isso ele fez. Que o diga o senador petista Tião Viana, derrotado por Sarney na disputa pelo comando do Senado. Na época, o petista reclamou da falta de apoio do Palácio do Planalto.

Ao dizer ontem publicamente que Sarney não é problema seu, Lula não foi fiel ao que vinha dizendo em particular. Ao próprio presidente do Senado e demais aliados peemedebistas, Lula mais de uma vez defendeu a permanência de Sarney no cargo. Reiterou esse apelo nessa semana, durante conversa por telefone.

O mesmo presidente que ontem disse que Sarney não é problema seu comandou uma operação para enquadrar os senadores petistas antes do recesso parlamentar, quando a bancada do PT no Senado ensaiou abandonar o peemedebista. Foi um rolo compressor, constrangedor para os senadores. Na época, ele foram obrigados a desdizer o que já haviam dito sobre Sarney.

Agora mesmo, na reta final do recesso, Lula entrou em ação para solicitar a seus companheiros que maneirassem no tom em relação ao presidente do Senado. E prometeu ao PMDB trabalhar, mais uma vez, para que nem todos os 12 senadores do PT abandonem José Sarney em seu momento mais delicado.O fato é que Lula já defendeu publicamente Sarney várias vezes. Estava pegando mal junto ao eleitorado. Daí que ele já havia avisado que passaria a ser econômico nas palavras em relação ao presidente do Senado, evitando novas declarações públicas de apoio. Mas não se furtaria a trabalhar nos bastidores em nome do peemedebista.

E dificilmente Lula poderá abandonar totalmente Sarney. Afinal, ele sabe muito bem o problema que criará se assim o fizer. Um PMDB abandonado no Senado pode dar o troco nos trabalhos da Casa, mais precisamente na CPI da Petrobras. Tudo que Lula não deseja.

A dúvida é sobre a resistência de Sarney diante do agravamento da crise que enfrenta desde sua posse, em fevereiro. Familiares dizem que estão pressionando pela sua saída. Mas os aliados mais próximos no PMDB garantem que ele está firme no posto e comandando a estratégia de sobrevivência, que passa pela representação no Conselho de Ética contra o líder tucano no Senado, Arthur Virgílio.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

O Romance entre Lulla e Sarney


No Paraná, José Serra tem 46% e Dilma 18%

Pesquisa Vox Populi publicada na coluna Painel da Folha de São Paulo mostra o tucano José Serra em enorme vantagem sobre Dilma Rousseff, do PT, no Paraná.

No cenário com Ciro Gomes, do PSB, Serra tem 41%, Dilma, 17%, e Ciro, 13%. Excluído Ciro Gomes, José Serra sobe para 46% e Dilma faz 18%.
O campo foi feito com 850 pessoas em 49 municípios, entre os dias 12 e 18.

No ritmo atual, Brasil levará 247 anos para ter educação de qualidade.

Por - David Moisés - no Estadao.com.br

O Brasil vai levar 247 anos para alcançar um nível de qualidade na educação equivalente ao oferecido por países de médio e alto desenvolvimento. É extremamente baixa a velocidade com que o governos federal, implementa medidas de melhoria da aprendizagem, e a escola ruim – chata e pouco útil – vem expulsando multidões de estudantes.

Estes dois dados aparecem num estudo que o Instituto Ayrton Senna acaba de divulgar.

As taxas de aprovação e redução do abandono estão melhorando, “mas a velocidade é muito baixa”, aponta Viviane Senna. O desempenho também melhora em algumas áreas, mas o ritmo é ainda mais lento. “Em Matemática, estamos andando para trás.”

O que se vê na avaliação de desempenho dos alunos do ensino fundamental é desalentador. “Em Português, somente 2 em 10 alunos sabem o que precisam saber em suas séries; em Matemática, apenas 1 em 10″, informa Viviane.

EmPACado

Para deputados, PAC 2 não passa de propaganda enganosa

Os deputados Emanuel Fernandes (SP) e Nilson Pinto (PA) criticaram nesta quarta-feira declaração do presidente Lula de que lançará um novo Programa de Aceleração do Crescimento em fevereiro próximo, a apenas oito meses das eleições presidenciais. Durante cerimônia em Campina Grande (PB) ontem, o petista explicou que o PAC 2 será executado de 2011 a 2015. Além disso, chegou a prever ainda uma 3ª etapa, a ser concluída em 2019.

Execução pífia - “Isso é uma ironia. Se o governo não executa nem o prometido para o PAC 1, como agora anuncia um novo programa?”, questionou Emanuel. Dados pesquisados pela Assessoria Técnica do PSDB na Câmara mostram que até o último dia 9 tinham sido pagos apenas 5,5% dos R$ 20,5 bilhões autorizados para o PAC no Orçamento da União de 2009.

Para o deputado, o governo petista é marcado pela propaganda, e o anúncio do PAC 2 não passa de uma estratégia eleitoral do Planalto. “Desde o seu começo, em 2003, a atual gestão só olha para a política. É uma demagogia Lula anunciar um novo programa, pois o dinheiro disponível é
pouco, a atual gestão gasta muito com custeio e a situação ficará ainda
pior, pois as despesas correntes só aumentam”, apontou.

Segundo Nilson Pinto, o governo anuncia obras que não são realizadas. “Para a população que mora em locais diferentes daqueles onde os empreendimentos são anunciados, aparentemente o programa pode ser visto como exitoso. Mas para quem o acompanha diariamente, não passa de um fracasso”, lamentou o tucano. Em sua avaliação, o PAC é um "exercício de ilusionismo" que tem agradado Lula. Prova disso é o anúncio de um novo programa a ser gerenciado pelo próximo presidente da República. “O atual é uma fantasia, e o PAC futuro será outra fantasia”, ressaltou.

Fonte: Diário Tucano

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Utilidade Pública

A gripe suína, Influenza A (H1N1), faz escolas particulares do Paraná suspenderem as aulas até o dia 09/08.
A decisão foi acatada por todas as instituições de ensino e deve atingir 540 mil alunos. Dos 399 municípios do estado, apenas Maringá e Londrina, no Norte do estado, ainda não se pronunciaram, mas é provável que também venham a aderir à decisão. De acordo com o Sinepe, a suspensão das aulas se estende até o fim da próxima semana e pode ganhar um novo prazo, se os casos da gripe A diminuírem no Paraná.

Curitiba vai sediar o 15º Mundial de Karatê Tradicional, em 2010

Curitiba será a sede da 15ª edição do Mundial de Karatê Tradicional, que acontecerá em outubro de 2010. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (29) pelo secretário municipal do Esporte e Lazer, Rudimar Fedrigo, e o vice-reitor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), Paulo Otávio Mussi Augusto. A cidade foi escolhida após disputar uma vaga com Varsóvia, Jerusalém e Istambul. As disputas acontecerão na PUC. "O evento vai colocar Curitiba dentro do cenário mundial, mostrando as qualidades da cidade aos turistas, que virão futuramente na Copa do Mundo de 2014", afirmou Rudimar Fedrigo.
O campeonato reunirá mais de 4 mil atletas em Curitiba, além de turistas que virão para a cidade.
O secretário municipal do Esporte e Lazer, Rudimar Fedrigo, afirmou que serão mobilizadas diversas secretarias da Prefeitura para organizar o campeoanto para a cidade. A previsão do diretor técnico da CBKT, Gilberto Gaertner, é que o Mundial de Karatê-Dô atraia mais de 4 mil atletas de 40 países para Curitiba. A última vez que o Mundial veio ao Brasil foi em 1996, em São Paulo. O tricampeão mundial e atleta incentivado pela lei do esporte da Prefeitura de Curitiba Ricardo Buzzi aposta na conquista de medalhas para o Brasil. "Em Curitiba, a delegação brasileira estará em casa e terá o apoio da torcida", afirmou.

PSDB entra com representação contra Sarney


O PSDB protocolou no Conselho de Ética três representações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

As representações têm o mesmo teor das denúncias já enviadas ao Conselho nas últimas semanas pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), líder do partido no Senado.

O partido pede apuração da ligação de Sarney com os atos secretos do Senado para beneficiar familiares, com o caso de Henrique Bernardes, namorado da neta, e com o caso do neto que agenciava crédito consignado e vendia seguro de saúde a servidores.

Uma das representações pede para que se investigue se Sarney tinha ou não responsabilidade administrativa na Fundação Sarney. Em discurso no plenário do Senado, Sarney disse que não tinha.

Na prática, uma representação tem mais força do que uma denúncia. Primeiro porque a representação é a voz do partido. E depois porque permite a abertura de processos administrativos sem investigação prévia, o que acelera o processo.

Os tucanos escolheram protocolar três representações ao invés de uma para evitar que Paulo Duque (PMDB-RJ), presidente do Conselho e aliado de Sarney, arquive todas de uma só vez.

A primeira reunião do Conselho de Ética está marcada para 5 de agosto quando será escolhido o vice-presidente e discutido o plano de trabalho para o semestre. O PSOL também já entrou com uma representação no Conselho. E o DEM pensa em fazer o mesmo.

Fonte: Blog do Noblat

Lulla e a CPI

terça-feira, 28 de julho de 2009

Utilidade Pública


Prefeitura inicia as audiências públicas da LOA 2010

DATA
REGIONAL
LOCAL
28/07 terça-feira Consultas e debates
19h às 21h
Pinheirinho
Rua da Cidadania do Pinheirinho - Rua Winston Churchill, 2033

Matriz
Rua da Cidadania da Matriz - Praça Rui Barbosa

Boa Vista
Rua da Cidadania do Boa Vista - Av. Paraná, 3600
29/07 quarta-feira Consultas e debates
19h às 21h
Cajuru
Escola Municipal Prefeito Omar Sabbag - Rua Pedro Bocchino, 140

CIC
Administração Regional - Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2460

Fazendinha
Rua da Cidadania Fazendinha - Rua Carlos Klemtz, s/n
30/07 quinta-feira Consultas e debates
19h30 às 21h
Santa Felicidade
Rua da Cidadania S. Felicidade - Via Vêneto, s/nº

Boqueirão
Terminal do Carmo

Bairro Novo
Rua da Cidadania Bairro Novo - Rua Tijucas do Sul, 1.700

Parlamento jovem: inscrições abertas

Os interessados em participar da 6ª edição do Parlamento Jovem Brasileiro já podem fazer suas inscrições. O objetivo do programa é possibilitar aos alunos de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, por meio da participação em uma jornada parlamentar no Congresso. A iniciativa foi criada em 2003 pela Câmara dos Deputados a partir de uma proposta do tucano Lobbe Neto (SP). A edição 2009 ocorrerá entre 9 e 13 de novembro.

Como funciona - Os deputados jovens são pré-selecionados pelas secretarias de educação dos respectivos estados, por meio da apresentação de um projeto de lei que deve ser entregue nas escolas. Os estudantes devem ter entre 16 e 22 anos e estar regularmente matriculados no 3º ano do nível médio. O número de representantes por Estado e pelo Distrito Federal é proporcional ao número de deputados federais.

Ao todo, 78 jovens participarão do programa. Eles terão a oportunidade de experimentar o dia-a-dia dos parlamentares brasileiros no desempenho de suas funções. Para saber mais informações sobre o Parlamento Jovem, como um vídeo sobre o programa, seu manual de procedimentos, fotos, vídeos e ficha de inscrição, clique AQUI.

Fonte: Diário Tucano

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Deputada Raquel Teixeira critica Congresso da UNE

“Se a UNE quiser representar os estudantes, precisa estar preocupada com o futuro do Brasil; com projetos nacionais; com o País que eles desejam atuar como profissionais. Qual a proposta da UNE para esse país?, questiona a deputada tucana Raquel Teixeira, ex-secretária de educação do governo de Goiás.

Para a parlamentar, a “nova” UNE erra ao se distanciar dos grandes temas nacionais e manter práticas incompatíveis com a democracia. “A entidade precisa se modernizar, mudar os próprios funcionamentos. Vamos fazer as eleições diretas! Até que ponto existe legitimidade em 2 mil estudantes decidirem por 5 milhões de alunos?, argumenta a parlamentar, que critica a prática de eleições indiretas da entidade. “Tenho conversado com muitos estudantes e eles não estão se reconhecendo no movimento”, disse.

Questionada sobre os repasses de verbas públicas que a entidade vem recebendo do governo federal, a parlamentar disse entender que os tempos são outros, mas lamentou a perda da capacidade de indignação dos líderes estudantis. “Cadê o sonho, a capacidade de projeção de futuro, a capacidade de indignação, o pensar coletivo? É preciso questionar isso tudo. E pensar até onde o público e o privado podem se misturar”, ressaltou.

Detalhes – Segundo dados da ONG Transparência Brasil, a UNE vende recebendo aumentos sucessivos dos recursos federais. Em 2006, a entidade recebeu cerca de R$ 800 mil. Este ano, os repasses podem chegar a R$ 2 milhões. Dentre os inúmeros recursos que a entidade recebe, um chama atenção: vem da Petrobras e é de R$ 100 mil. Coincidentemente, os estudantes se mobilizaram contrariamente à abertura da CPI da Petrobras. Também por força do destino, pelo primeiro ano na história do movimento estudantil um presidente da República compareceu ao Congresso da UNE.

Fonte: Diário Tucano

Reunião da 3ª zonal do PSDB


Na reunião ordinária da 3ª Zonal, ocorrida na sede do Diretório Central do PSDB, o Vereador Omar Sabbag Filho, presidente municipal do Instituto Teotônio Vilela – ITV em Curitiba proferiu palestra de apresentação do Instituto e do seu planejamento estratégico, buscando identificar as potencialidades comuns para ações dedicadas à formação política, naquela zona eleitoral.

Após a apresentação do ITV Curitiba, a palavra foi franqueada aos membros da JPSDB presntes, que discorreram sobre o trabalho da Juventude do PSDB frente aos grêmios estudantis e entidades sociais, com relevante destaque para as zonais 174 e 175.

O Presidente da 3ª zonal João Martinho Cleto Reis Júnior, incorporou a proposta da Juventude, estendeu a sugestão de trabalho vocacionado para o PSDB Mulher e sugeriu ações específicas voltadas para terceira idade.

Além do Vereador Omar Sabbag Filho, compareceram a reunião os Vereadores Serginho do Posto e Emerson Prado, integrantes dessa zonal eleitoral.

Para o próximo encontro ficou decidido que será feita uma apresentação do Vereador Serginho do Posto sobre o papel de líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de Curitiba e estabelecida uma pauta mensal de reuniões da 3ª Zonal.

Sobre o ITV – Instituto Teotônio Vilela está disponível e-mail para contato de todos os interessados em participar das reuniões e grupos de estudos do instituto: clique aqui.


Fonte: Imprensa Omar Sabbag Filho.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Procurador do MPE: “não há qualquer elemento que comprove a participação do prefeito na denúncia”.

O procurador Regional Eleitoral, Néviton Guedes, do Ministério Público Eleitoral declarou que “não há qualquer elemento que comprove a participação do prefeito na denúncia”.

O procurador falava do affair do comitê dos desgarrados do PRTB, flagrados a contar dinheiro e a dizer besteiras, que a oposição insiste em caracterizar como caixa dois da campanha do prefeito Beto Richa. Néviton Guedes já havia declarado que não permitirá que a investigação seja contaminada por interesses políticos.


Fonte: Fabio Campana.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Dados de eleições

A Secretaria Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, através da Seção de Resultados Eleitorais, disponibilizou para publicação na Internet do TRE-PR (www.tre-pr.jus.br), os resultados de todas as Eleições Municipais realizadas no Estado do Paraná desde 1947.



São mais de quatro mil arquivos PDFs criados a partir da digitalização do acervo ou impressão eletrônica que estão disponíveis através do link “resultados de eleições”, localizado na barra de acesso que fica no lado esquerdo da página inicial. A ferramenta de consultas foi desenvolvida por técnicos da Seção de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, setor ligado à Secretaria de Eleições e Tecnologia da Informação.

Até o momento, apenas dois TREs no Brasil dispunham desse serviço: o do Ceará e o da Paraíba. A Seção de Resultados Eleitorais conta ainda com mais de setenta mil arquivos para o atendimento diário de consultas com maior especificidade, como por exemplo, resultados com detalhamento por seção eleitoral ou votação individual de um determinado candidato. Trabalho semelhante já foi iniciado para a publicação dos resultados completos das Eleições Gerais, que muito em breve, também serão disponibilizados.



Fonte/ imagem: TRE-PR

Paraná confirma primeira morte por nova gripe


A Secretaria de Saúde do estado do Paraná confirmou, nesta terça-ferça (21), a primeira morte por nova gripe no estado. Segundo a Agência Estadual de Notícias, a mulher apresentou os primeiros sintomas da doença em 9 de julho e dois dias depois o quadro clínico piorou com evolução para uma pneumonia. Cinco dias depois, a paciente faleceu.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Pesquisa da UNICEF aponta Foz do Iguaçú como a cidade mais violenta do Brasil para a juventude


Mais de 33,5 mil jovens de 12 a 18 anos deverão perder a vida por homicídio entre 2006 e 2012, caso os índices de violência no país não se alterem nos próximos anos. O Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), pesquisa realizada em conjunto pela Secretaria Especial dos Direitos humanos da Presidência da República, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e organização não governamental Observatório de Favelas, foi divulgado nesta terça-feira (21).

De acordo com o levantamento, a média de adolescentes assassinados no Brasil antes de completarem 19 anos é de 2,03 para cada grupo de mil. O número é considerado elevado, já que, segundo os organizadores da pesquisa, uma sociedade não violenta deveria apresentar valores próximos de zero.

O índice revela o risco de mortalidade por assassinato entre jovens brasileiros e estima quantos adolescentes com pelo menos 12 anos serão vítimas de homicídio antes de completarem 19 anos. Para o levantamento, foram coletados dados de 2006 sobre assassinatos de adolescentes em 267 municípios com mais de 100 mil habitantes.

O levantamento revela disparidade entre as condições de segurança nas diferentes regiões do país. Em 34% dos municípios pesquisados, o IHA foi inferior a um adolescente assassinado para cada grupo de mil, enquanto cerca de 22% das cidades obtiveram valores superiores a três jovens mortos.

Outros 7% dos municípios, no entanto, puxaram o índice para cima, por apresentarem valores superiores a cinco adolescentes assassinados para cada mil.

O município com o pior resultado é Foz do Iguaçu (PR), onde o IHA é de 9,7. A estimativa é de que 443 jovens com menos de 19 anos sejam assassinados nessa cidade entre 2006 e 2012.

Fonte: G1

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Beto Richa lidera pesquisa com ampla vantagem!


Pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência, a pedido da Rádio BandNews, com eleitores da cidade de Curitiba revela favoritismo do prefeito Beto Richa na disputa pelo governo do Estado a mais de um ano da eleição. Beto é o preferido de 6 em cada 10 eleitores, bem distantes dos demais. Nos cenários em que Beto Richa não está na disputa, as preferências ficam bem menos concentradas.

A pesquisa, realizada entre os últimos dias 16 e 18 (depois da baixaria da RPC), apresentou quatro cenários aos eleitores. Em dois, Beto aparece como candidato e ultrapassa o índice de 60%. Nos outros dois cenários, sem o nome de Beto, nenhum candidato consegue índice de aprovação superior a 40%.

Na medida espontânea de intenção de voto, em que não são apresentados nomes de candidatos aos entrevistados, a liderança de Beto é ainda maior, com 21%, enquanto Ávaro Dias e Osmar Dias obtêm 3% cada e Gleisi Hoffman e Orlando Pessuti aparecem com 1% cada um.

Além de apontar a preferência do eleitor para Beto Richa como governador do Paraná, a pesquisa do IBOPE também confirmou a aprovação da população em relação ao trabalho que ele vem realizando na prefeitura da capital paranaense. A avaliação de sua gestão é muito positiva: 73% dos entrevistados avaliam-na como ótima ou boa, 19% como regular. Somente 6% a classificam como ruim ou péssima. A aprovação a seu governo alcança 81%.

Para a pesquisa, encomendada pela rádio Band News FM, o IBOPE entrevistou 805 eleitores. A amostragem tem uma margem de erro de 3 pontos percentuais, considerando um grau de confiança de 95%.


Veja os resultados:
Pergunta: Se a eleição para Governador do Paraná fosse hoje e os candidatos fossem estes, em quem o (a) sr(a) votaria?

Cenário 1 (estimulada)

BETO RICHA - 63%
Osmar Dias- 14%
Orlando Pessuti - 04%
Vitor Hugo - 00%
Branco/Nulo - 13%
Não sabe/Não respondeu - 06%

Cenário 2 (estimulada)

BETO RICHA - 65%
Gleisi Hoffman- 12%
Orlando Pessuti - 05%
Vitor Hugo - 01%
Branco/Nulo - 11%
Não sabe/Não respondeu - 06%

Fonte: PSDB/PR

sábado, 18 de julho de 2009

Verdades sobre a Pré-sal

Na Petrobras até os copeiros da diretoria de Exploração e Produção já sabem. O poço seco de Guanari, operado pela Exxon (40%), em sociedade com a Amerada Hess (40%) e a Petrobras (20%), não foi o único a decepcionar no pré-sal. Embora não possa, tecnicamente, ser chamado de poço seco, o Azulão, que fica no mesmo bloco de Guarani e é explorado pelo mesmo consórcio, tem muito pouco óleo e nenhuma viabilidade comercial. Tanto que já foi apelidado internamente de "Azulinho".

Na estatal, não se entende porque a Exxon, operadora do bloco, ainda não divulgou o total de reservas do Azulão. No ano passado, a Exxon disse que esperava divulgar os números desse poço no início de 2009. Mas, até agora, tudo o que foi dito é que o Azulão teve sucesso geológico (foi encontrado petróleo), o que é bem diferente de ser um sucesso comercial. O anúncio de que Guarani não continha óleo algum, na semana passada, ajudou a colocar o assunto em termos mais realistas, lembrando que procurar petróleo sempre é uma atividade de risco, mesmo numa área tão promissora. Mas provocou desconforto no governo Lula, já que foi com base no argumento de que o pré-sal é área sem risco exploratório que se decidiu
criar uma estatal só para gerir suas receitas.

Caso decidissem ser 100% claros a respeito da exploração de óleo no pré-sal, a Petrobras e o governo teriam de admitir ainda outro fato incômodo, sobre o qual toda a área técnica da companhia concorda: embora as rochas do pré-sal ocupem uma área da costa que vai de Santa Catarina até o Espírito Santo, a área onde se poderá retirar petróleo com fins comerciais é bem menor.

Fonte: Blog Esquerda, Direita e Centro.

Humor: ideologia?


– Coisas que um petista não precisa mais fazer:

1. Lembrar que Lula já chamou Sarney de ladrão.

2. Recordar as baixarias do Collor na eleição de 89.

3. Posar de torquemada em sessões de CPI.

4. Gritar ‘Fora, FMI’.

5. Ler Neruda.

6. Comer frango com a mão.

7. Beber cachaça.

Coisas que um petista não pode deixar de fazer:

1. Rezar por Sarney antes de dormir.

2. Admitir que foi injusto com o Collor.

3. Negociar com o Renan a tática anti-CPI.

4. Exaltar o socorro do Brasil ao FMI.

5. Ler Marimbondos de Fogo.

6. Aprender a manusear os talheres.

7. Folhear um bom guia de vinhos.


Fonte: Blog do Josias

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Silêncio suspeito: UNE chapa branca do Governo Lulla

Tucanos questionam protesto da UNE contra CPI da Petrobras

Os deputados Antonio Carlos Pannunzio (SP) e Professora Raquel Teixeira (GO) criticaram nesta quinta-feira manifestação da União Nacional dos Estudantes (UNE) em defesa da Petrobras e contra a CPI no Senado para investigar a estatal. O protesto é parte da programação de hoje do 51º Congresso da UNE, que contou com a participação do presidente Lula, poupado de críticas da entidade durante seu governo. Entre os patrocinadores da estatal, está a Petrobras, que destinou R$ 100 mil para o evento. “A UNE dos dias de hoje não é nem a sombra do que foi o movimento estudantil da década de 50 ou do período do governo militar”, comparou Pannunzio.

Repasses milionários - Segundo o tucano, em outros tempos a UNE estaria fazendo uma manifestação a favor da comissão de inquérito, dado o volume de acusações que pesam sobre a estatal. E se, eventualmente, nada tivesse de irregular, a entidade festejaria o acontecimento, pois também participou da luta pela criação da Petrobras. “No entanto, vemos hoje a UNE como um movimento a reboque de um partido político e numa posição conservadora de não querer investigar, ouvir e assumir postura de vanguarda”, apontou. Parte do silêncio da entidade em relação à gestão petista pode ser atribuída aos repasses milionários do governo. Somente neste ano, foram R$ 2,5 milhões, valor 54% maior do que em 2008.

Fonte: Diário Tucano

Leia mais.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Daniel Dantas e o mensalão

O deputado federal Gustavo Fruet (PSDB-PR) disse que a denúncia oferecida pela Procuradoria da República em São Paulo contra o banqueiro Daniel Dantas comprova a relevância do trabalho da CPMI dos Correios, que funcionou entre 2005 e 2006. Subrrelator de movimentações financeiras da comissão, Fruet foi responsável por dissecar a participação das empresas de Dantas no esquema do mensalão – acusação agora reforçada pelo procurador Rodrigo de Grandis, que cuidou do caso.

“Na época nós identificamos na conta-mãe do esquema a entrada desses recursos e pedimos documentação às empresas controladas pelo grupo Opportunity, de Dantas: Brasil Telecom, Telemig Celular e Amazônia Celular”, lembra o deputado. Os documentos não chegaram a ser enviados para a CPMI, mas, ao final dos trabalhos, Fruet insistiu na importância de que fossem remetidos para a Polícia Federal e o Ministério Público, responsáveis pelas investigações posteriores. “Tudo começou aí”, diz o deputado.


Uma parte do capítulo 7 do relatório final da CPMI (intitulado “A verdadeira origem dos recursos”) trata da relação entre as companhias controladas por Dantas e as empresas de Marcos Valério de Souza, apontado como principal operador do “mensalão”, como ficou conhecido o esquema montado pela direção nacional do PT e pelo publicitário Marcos Valério para corromper políticos da base aliada do governo federal no Congresso. O relatório inclui um organograma que mostra o fluxo dos recursos após a transferência das operadoras de telefonia para as agências de Valério (DNA e SMP&B).

Um dos indícios de irregularidades apontados nos contratos foi o sumiço de notas fiscais emitidas por Valério para a Telemig. A CPMI também teve acesso a relatórios falsos de serviços prestados pelas agências às operadoras de telefonia.
Fonte: Imprensa Dep. Gustavo Fruet

terça-feira, 14 de julho de 2009

Beto Richa anuncia melhorias para o Pinheirinho

Durante a audiência pública no Pinheirinho, Beto Richa anunciou a pavimentação da avenida Nossa Senhora do Sagrado Coração, uma das vias mais movimentadas do bairro. "Ainda neste ano estaremos dando início a esta obra prioritária, que vem sendo solicitada há anos pelos moradores", disse o prefeito. Cerca de 600 pessoas participaram da audiência, na Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, na Vila Santo Antônio.

Beto anunciou ainda que o Pinheirinho terá um Restaurante Popular, um Clube da Gente, academia ao ar livre, brinquedoteca e o compromisso de que, até o fim da gestão, nenhuma rua será mais de saibro. "Vamos pavimentar todas as ruas desta região, uma das que mais cresceram nos últimos anos e que merece toda a nossa atenção", disse o prefeito.



Desde janeiro de 2005, a gestão de Beto já promoveu 273 audiências públicas. No último dia 24 de junho, ele se reuniu com 700 moradores dos bairros Ahú e São Lourenço, na Capela Nossa Senhora Medianeira, no Ahú, para discutir as prioridades da região. Beto disse que tem orgulho em liderar este processo de transformação pelo qual Curitiba vem passando, e que sua meta é a ética, a decência e o respeito à população. "Todo o nosso trabalho é baseado na franqueza, sinceridade e propostas viáveis. É o nosso jeito de governar, uma maneira moderna, marcada pela mudança de estilo, onde não há espaço para as decisões de cima para baixo", disse.

Fonte: BetoRicha.com.br

Lula e a herança maldita

Parece que nos últimos dias, tem ocorrido um generalizado despertar acerca do imbróglio com que se defrontará o próximo presidente do país ante o que vem sendo semeado pelo governo Lula nos últimos meses. Fiat lux.

“Verdadeira herança maldita”, “bombas-relógio” são expressões que a oposição já vem empregando para se referir ao completo descontrole que se instalou na gestão da política econômica – em especial na sua vertente fiscal – no atual governo. Mas são também termos que agora começam a disseminar-se entre comentaristas e mesmo no “mercado”, que até aqui vinha preferindo acreditar que tudo corria bem.

Há toda a sorte de cálculos sendo feitos. Nenhum deles é capaz de garantir um mínimo de tranquilidade para quem mira o futuro – e nem estamos a falar do futuro distante, mas de algo que já começa a ocorrer. Vamos aos mais estarrecedores e esclarecedores.

Em
estudo que o jornal O Globo publicou em sua edição do último domingo, o economista Geraldo Biasoto estima que a miríade de novos gastos já contratados pelo atual governo levará o país a apresentar déficit fiscal já no ano que vem. A reversão é espantosa: de um superávit de R$ 71,4 bilhões em 2008, passaríamos a R$ 2,1 bilhões negativos em 2010. Significa comer 2,5% do PIB com as novas despesas em apenas dois anos.

Leia mais clicando aqui

Fonte: Pauta em Ponto

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Beto Richa falando sobre os 21 anos do PSDB e os 15 anos do Plano Real

Debates sobre o Estatuto da Juventude

A Comissão Especial destinada a apreciar a proposta do Estatuto da Juventude aprovou seu roteiro de trabalho. Serão realizadas audiências públicas de agosto a setembro com o objetivo de ouvir a sociedade em vários estados. Em São Paulo, o presidente da comissão, deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), será um dos coordenadores do debate. “A realização das audiências é muito importante para conhecer as reais necessidades e anseios da juventude, que precisa de um estatuto que abranja os direitos e deveres desse segmento da população”, afirmou Lobbe.

Fonte: Diário Tucano

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Lula fecha olhos para escândalos quando lhe convém, diz 'Economist'

O revista britânica "The Economist" diz na edição que chegou às bancas nesta sexta-feira (10) que os escândalos do Senado brasileiro são um lembrete das falhas cometidas por aliados do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da "disposição de Lula em fechar os olhos para escândalos quando lhe convém". O artigo é intitulado "Casa dos Horrores", em uma referência ao Senado, "que tem 81 membros mas, de algum modo, requer quase 10 mil funcionários para cuidar deles". Muitos dos funcionários da Casa, segundo a revista, "foram apontados como favores a amigos dos senadores ou simpatizantes políticos". A revista comenta a pressão sobre o presidente do Senado, José Sarney, por conta do escândalo. Sarney é aliado de Lula, afirma o artigo, e o presidente estaria interessado no apoio do PMDB - Partido de Sarney - para a provável candidatura de Dilma Rousseff pelo PT. O artigo ainda comenta outros deslizes de José Sarney, mas afirma que ele é "um sobrevivente" e "provavelmente vai manter seu posto", justamente por ainda ter poder dentro do PMDB e ser aliado de Lula.

Turismo abre nova fronteira econômica em Curitiba

A Prefeitura de Curitiba está desenvolvendo um amplo programa para estimular o turismo na capital paranaense. Esta semana foi apresentado o projeto que prevê a instalação de uma linha de bondes elétricos, resgatando os modelos que circularam pelas ruas da cidade na primeira metade do século passado. O prefeito Beto Richa destacou que “muito mais do que um resgate histórico, esse projeto contempla uma estratégia cuidadosamente planejada para transformar o turismo em uma importante fonte de renda, geradora de novos negócios e novos empregos”. Ele lembrou que, recentemente, Curitiba foi eleita como melhor novo destino de negócios do País e a quarta cidade brasileira para se fazer turismo e que a cidade terá uma oportunidade especial com a Copa do Mundo em 2014. “Vamos atrair mais visitantes com uma série de ações como a implantação de novos eventos no calendário oficial, revitalização do bonde turístico e da Rua 24 Horas, a criação de novos roteiros e o aumento do número de ônibus da Linha Turismo, com novas rotas, entre outras novidades, estão nos planos para a indústria do turismo em Curitiba”, destacou Beto.

Moradia digna para 677 famílias na Vila Parolin

A prefeitura de Curitiba está realizando um dos maiores programas de urbanização e reassentamento do país. São 39 áreas de um projeto global que beneficiará 8,8 mil famílias que vivem em situação de risco. Do total, 4,2 mil serão atendidas com obras de melhoria e estruturação urbana e 4,6 mil serão reassentadas. O prefeito Beto Richa (PSDB) participou da solenidade que marcou, ontem à noite, o início a urbanização da Vila Parolin e cumpriu mais uma etapa deste amplo programa. Transferindo 677 famílias da ocupação irregular mais antiga de Curitiba, com 50 anos, para casas construídas pela Cohab no mesmo bairro.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Requião também faz uso político de veículos da Saúde Pública

A moçada do CQC está na cidade para mostrar que Requião não faz uso político e eleitoreiro apenas dos ônibus escolares que distribui pelo interior como se fossem presentes pessoais seus.


Uma frota de veículos (fotos) destinada a Secretaria da Saúde, foi depositada na frente da sede da REPARTE – Rede Paranaense de Incubadoras e Parques Tecnológicos, situada na Av. Professor Lothario Meissner, 350, Jardim Botanico, Curitiba/PR.

A frota aguarda a agenda de Requião para entregá-las com muito barulho e discurso típico do nosso populista da província.

Fonte: Campana

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Viagens de Lula duplicam gasto com cartão corporativo em 2009

Os gastos da Presidência com cartão corporativo duplicaram no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2008, segundo informa reportagem do jornal O Globo desta quarta-feira. A Casa Civil alega que o aumento em 2009 decorre do número de viagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No primeiro semestre de 2008, foram 73 dias viajando, em 75 cidades. Neste ano, foram 82 dias em 87 cidades.
O valor total das faturas do cartão corporativo da Presidência, nos primeiros seis meses de 2008, foi de R$ 1,867 milhão, segundo o jornal. Já no primeiro semestre de 2009, a soma ficou em R$ 3,787 milhões.
Os gastos sigilosos, não detalhados no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) com a indicação do responsável pela despesa, também aumentaram. Do total de saques, 99% não têm identificação do responsável.

Cadê o governo? Indústria paranaense encolhe quase 12%


A produção industrial brasileira cresceu em oito das 14 regiões pesquisadas pelo IBGE em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, informou hoje o instituto. A pesquisa de indústria regional divulgada nesta segunda-feira mostra que os maiores crescimentos em maio, ante mês anterior, ocorreram no Amazonas (11,7%) e na Bahia (7,5%). Foram registradas taxas positivas também em São Paulo (2,4%), região Nordeste (1,8%), Minas Gerais (1,4%), Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro (todos com 0,6%).


O Estado de Pernambuco registrou variação zero. Já as regiões com recuo na produção industrial em maio ante abril foram: Espírito Santo (-0,6%), Goiás (-1,2%), Paraná (-4,1%), Ceará (-4,3%) e Pará (-5,6%).


Contudo a comparação com maio de 2008 mostra que a crise não é só uma marolinha, todos os 14 locais pesquisados registraram taxas negativas. Os piores desempenhos ocorreram em São Paulo (-11,6%), Paraná (-11,9%), Bahia (-12,3%), Pará (-14,1%), Minas Gerais (-20%) e Espírito Santo (-29%). Nas demais regiões, os resultados ante igual mês do ano passado foram os seguintes: Goiás (-4,8%); Rio de Janeiro (-5,9%); Ceará (-6,3%); Pernambuco (-7,1%); Amazonas (-9,5%); Santa Catarina (-10,4%); na região Nordeste (-11,1%) e Rio Grande do Sul (-8,1%).


No índice acumulado nos cinco primeiros meses de 2009, também houve recuo em todas as áreas pesquisadas, sendo que as quedas principais foram registradas no Espírito Santo (-30,1%), Minas Gerais (-22,8%), Amazonas (-17,8%), Rio Grande do Sul e São Paulo (ambos com -14,6%) e Santa Catarina (-14,1%). Os outros resultados negativos no acumulado do ano até maio ficaram com Bahia (-12,5%), região Nordeste (-10,9%), Pernambuco (-9,7%), Rio de Janeiro (-8,7%), Pará (-8,3%), Ceará (-6,3%), Goiás (-5,9%) e Paraná (-3,7%).


Fonte: Paraná Online


terça-feira, 7 de julho de 2009

Sem enrolação, Beto Richa entrega mais 127 ônibus

Enquanto Requião segura os ônibus escolares no pátio do Palácio Iguaçu, Beto Richa entrega amanhã mais 127 novos ônibus para renovação da frota da Rede Integrada de Transporte Coletivo.

Esta será a terceira entrega de novos ônibus feita por Richa neste ano. Se tivéssemos que esperar uma data festiva, assim como prefere o governador, quem sabe o prefeito Beto Richa iria entregar esta terceira frota só no Natal e vestido de Papai Noel, ironizou o deputado Ademar Traiano.

Marca do Metrô Curitibano chega às ruas

O metrô de Curitiba já é uma nova realidade no cotidiano dos moradores da capital paranaense. Junto com os primeiros trabalhos das equipes técnicas, a marca do Metrô Curitiba está chegando às ruas da cidade nos uniformes e nos equipamentos de seguranças dos técnicos da Prefeitura e do Consórcio Novo Modal, vencedor de licitação para a execução do projeto básico da obra. Cinco equipes estão trabalhando no trecho da Linha Azul, a primeira linha do Metrô Curitiba que ligará o bairro do Santa Cândida à Cidade Industrial. Está sendo feita a coleta de material do subsolo para ser levado para análise em laboratório. Os estudos preliminares vão indicar a profundidade do Metrô Curitibano e apontar soluções estruturais para a obra. "É o primeiro passo para uma obra de grande relevância para o presente e o futuro da cidade", comemorou o prefeito Beto Richa. A Prefeitura de Curitiba prevê a construção da Linha Azul do metrô com 22 km de extensão entre os terminais Santa Cândida e CIC Sul. O sistema será subterrâneo em 19 km. No trecho entre o Passeio Público e a Praça Eufrásio Correia, o Metrô passará embaixo das ruas Riachuelo e Barão do Rio Branco, um antigo corredor de ônibus Expresso. A linha terá um trecho elevado na avenida Winston Churchill, de 500 metros, após o Terminal do Pinheirinho até a BR-476. Depois, seguirá em superfície pela rodovia, até o futuro Terminal CIC-Sul, onde será implantado um Complexo que terá pátio de estacionamento, Centro de Controle Operacional e Centro de Manutenção, com acessos especiais para os veículos do Metrô. Foram previstas no projeto 21 estações de embarque e desembarque ao longo da linha, com distância média de 1 km entre elas. O veículo a ser usado terá características leves e transportará 1.150 passageiros em cada composição, formada por quatro carros motorizados. O sistema transportará 650 mil passageiros por dia.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Ônibus de Requião é motivo de chacota nacional



O CQC, programa de humor irreverente da Band TV nacional, acaba de mostrar a frota de ônibus que Requião comprou para distribuir entre as prefeituras e que há três meses serve apenas de objeto de propaganda do governo do Estado.

Enquanto isso, milhares de crianças estão sem transporte escolar ou usam transporte precário e correm risco nas estradas mal cuidadas de todo o interior do Paraná.


As respostas da secretária de Educação, Yvelise Arcoverde, deve entrar para a antologia do besteirol produzido pelas figuras públicas do país.

Marisa Serrano: interferência de Lula na crise do Senado fere a democracia


A Vice-Presidente do PSDB hoje se pronunciou sobre a crise que avassala o Senado:

- O Presidente Lula quer esfacelar o Senado para viabilizar o seu projeto eleitoral de 2010, a qualquer preço. E esse descaso com a democracia poderá causar danos irreversíveis à sociedade a longo tempo. O Presidente Lula parece apostar na desmoralização dos poderes da República. Ele insiste em mostrar que as instituições, os valores morais, a modernização do País, a superação das dificuldades, tudo isso não vale nada quando está em jogo a sucessão presidencial. Acaba-se o Congresso. Afunda-se o Congresso, desde que salve o projeto e o propósito dele para 2010.

Leia mais clicando aqui

Fonte: Blog do Noblat

Resolução do Conselho Político da JPSDB Curitiba

RESOLUÇÃO N.° 001, DE 04 de JULHO de 2009

DETERMINA A ORGANIZAÇÃO DAS ZONAIS DA JPSDB CURITIBA NAS ZONAS ELEITORAIS, A COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO DO II CONGRESSO MUNICIPAL DA JPSDB CURITIBA E REAFIRMA NOSSO POSICIONAMENTO DE OPOSIÇÃO AO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ.

O CONSELHO POLÍTICO DO SECRETARIADO DA JUVENTUDE DO PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA DE CURITIBA, no uso de sua delegação e competência; considerando a necessidade de organizar a Juventude do PSDB nas zonais de Curitiba, o II Congresso Municipal da JPSDB e a necessidade de denunciar a incompetência do Governo do Estado na atual gestão,

RESOLVE:

Art 1.° Que os jovens interessados em participar da Juventude do PSDB nas zonais façam o recadastramento, informando o título de eleitor, local de votação e zonal eleitoral, através do email: jpsdbcuritiba@gmail.com.

Art 2.° Que seja aplicada a Resolução 003-2009 da Executiva Nacional, de seguindo o calendário que a Executiva Nacional e os Diretórios Estadual e Municipal acordarem.

Art 3.° Fica nomeada a seguinte comissão para a organização do II Congresso Municipal da JPSDB Curitiba: Mounir Chaowiche Junior, Edson Luiz Lau Filho, Paulo Kruger, Rafael Vieira, Rodrigo Pereira, Amanda Godói e Marcello Richa.

Art. 4.° Que seja seguido o exemplo do Diretório Estadual do PSDB e, assim sendo, se faça uma oposição ainda mais aguerrida ao Governo do Estado, denunciando a ingerência e a irresponsabilidade do Governo Requião.

Art 5.° A Juventude do Partido da Social Democracia Brasileira de Curitiba apóia a Moção de Louvor editada pela Comissão Provisória da JPSDB do Paraná e encaminhada aos Deputados Estaduais do PSDB e ao Presidente do Diretório Estadual, Deputado Valdir Rossoni.

Alcoolismo juvenil

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou uma proposta do deputado Mauro Moraes, que institui no Paraná o “Programa de Prevenção e Conscientização do Alcoolismo Juvenil”. De acordo com o texto, o programa tem como finalidade treinar professores das redes pública e privada do ensino médio para que atuem como agentes, visando à prevenção do alcoolismo entre os jovens. Além do trabalho realizado no ambiente de ensino, o Governo também ficará encarregado da tarefa de desenvolver eventos voltados à prevenção ao consumo de bebidas alcoólicas. “A prevenção têm se mostrado um método eficaz de atuação em diversos problemas de saúde pública”, justifica.

Agora, cabe a nós, Jovens, cobrarmos resultados e políticas publicas eficientes para ao menos diminuirmos os terríveis indicadores que levantam negativamente o Estado do Paraná no que diz respeito a mortes violentas ligadas ao trânsito e ao consumo de alcool no nosso estado.

Requião dá show de grosseria diante de oito mil estudantes

Requião deu mais uma demonstração de sua falta de educação neste final de semana. Desta vez, cerca de oito mil estudantes foram testemunhas da grosseria do Duce.

Irritado com a falta de público e com a demora para o início da cerimônia de abertura das finais dos Jogos Colegiais do Paraná, no ginásio do Tarumã, Requião desancou os diretores da Paraná Esporte.

Disse em alto e bom som que aquilo “estava uma m….” e simplesmente foi embora, sem inaugurar a competição. Os estudantes, crianças e adolescentes que não estão acostumados com o habitual descontrole do governador, ficaram perplexos e decepcionados.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Mounir Chaowiche é o novo Presidente da ABC

Mounir Chaowiche, presidente da Companhia de Habitação Popular de Curitiba, é o novo presidente da Associação Brasileira de Cohabs (ABC), entidade com sede em Brasília que congrega 39 instituições que trabalham com moradia de interesse social no país. Ele tomou posse nesta semana na entidade que é um dos principais interlocutores do governo federal para tratar de questões relacionadas com a habitação de interesse social. .

Gardolinski depôs no Ministério Público Federal e inocentou o prefeito Beto Richa

Alexandre Gardolinski, figura central do escândalo que envolveu o comitê dos desgarrados do PRTB na eleição do ano passado, depôs no Ministério Público Federal e inocentou o prefeito Beto Richa de qualquer responsabilidade sobre o caso.
Disse que o que foi registrado pela câmara instalada por Rodrigo Oriente era da economia interna do comitê e que o prefeito nada sabia sobre o que aconteci por lá.
Quanto à gravação, Gardolinski afirmou que foi feita para assegurar a ele e a Rodrigo Oriente pressão sobre Manasses de Oliveira para obter cargos e outras benesses.

Fonte: Fábio Campana

15 anos do Plano Real


1992. O presidente Fernando Collor estava perto de deixar o governo. Levado pelo senador Fernando Henrique Cardoso, encontrei duas vezes o vice-presidente Itamar Franco, a quem conhecia pouco, para conversar sobre a economia brasileira. Guardo até hoje as notas que preparei. Argumentei que a principal meta do seu futuro governo deveria ser a derrubada da inflação, de forma consistente e duradoura. Esta era uma condição anterior e superior a todas as outras. Sem ela, não haveria muito o que ambicionar, em termos de economia e desenvolvimento. Lembro-me de ter dito a Itamar que, se conseguisse realizar essa proeza, entraria para a história como um grande presidente. Do contrário, chefiaria um governo estruturalmente frágil. Procurei demonstrar que o sucesso da estabilização dependeria de um forte controle fiscal, que daria credibilidade para o governo junto aos agentes econômicos, e de uma âncora adequada e bem trabalhada para quebrar a inércia inflacionária.
A idéia de condição anterior e superior a todas as outras era uma verdadeira obsessão minha (e de outros economistas, por certo), desde a primeira metade dos anos oitenta. Oito ou nove tentativas de estabilização haviam falhado. Em livro sobre seu governo, Fernando Henrique registrou essa obsessão, que eu expressava nas conversas, reuniões partidárias e ações na vida parlamentar. A grande chance viria um ano depois daquelas conversas, quando Itamar Franco chamou-o para o Ministério da Fazenda.
Na fase de implantação do Plano Real, primeiro semestre de 1994, eu estava no Congresso, como líder do PSDB na Câmara e em plena campanha para o Senado. Minha principal contribuição, no início da gestão de Fernando Henrique na Fazenda, em meados de 1993, havia sido o Plano de Ação Imediata, voltado principalmente à área fiscal, quando foi criado, aliás, o detestado e útil Cadin.
Colaboraram comigo os economistas José Roberto Afonso e Martus Tavares, então meus assessores na Câmara. Anos depois, no segundo governo de Fernando Henrique, ambos foram os principais autores da Lei de Responsabilidade Fiscal. No segundo semestre de 1993, participei de uma série de reuniões discretas no prédio do Ministério da Fazenda, em São Paulo, com a então equipe econômica do governo: além do ministro Fernando Henrique, Clóvis Carvalho, Pérsio Arida, André Lara Resende, Edmar Bacha, Pedro Malan, Gustavo Franco, Winston Fritsch e Eduardo Jorge.
Eram trocados textos e idéias a respeito do futuro plano de estabilização. Apesar da campanha eleitoral para o Senado em São Paulo, no ano seguinte, passei a acompanhar a evolução das coisas, prestando ajudas localizadas. Temia-se que o plano não desse certo em razão do período eleitoral. Mas a URV foi “pegando” de tal modo que as apreensões aos poucos se dissiparam.
O fato é que o Plano Real deu certo, já sob a condução do embaixador Rubens Ricúpero, que substituíra Fernando Henrique, obrigado a deixar o Ministério da Fazenda para concorrer à presidência. Registro aqui o importante papel do embaixador na implantação do plano bem-sucedido.
Inerentes ao Plano Real foram a responsabilidade fiscal e a abertura comercial – essenciais para a conquista e manutenção da estabilidade. Outros aspectos da política econômica poderiam ter sido deste ou daquele jeito, dependendo das circunstâncias e de escolhas. Mas aquela conquista, sem dúvida, representou o mais corajoso, bem feito e bem sucedido lance de política econômica da nossa história, que uniu competência técnica e vontade política. Abriu caminho para a formulação e execução de políticas sociais e de desenvolvimento. Se foram as melhores, especialmente a segunda, é um tema sempre aberto ao debate. O que me interessa enfatizar aqui é precisamente a importância da estabilidade como condição anterior e superior a todas as outras. Imagine planejar o que quer que seja, ou fazer políticas de saúde e transferência de renda, com inflação de dois dígitos ao mês! É significativo e pouquíssimo lembrado que a exposição de motivos da Medida Provisória que criou o Real, em 1º de julho de 1994, cita um estudo da Conferência Nacional dos Bispos da Alemanha. Intitulado, bem a propósito, “Boa Moeda para Todos”, esse documento conclui lembrando que “uma ética social cristã comprometida precipuamente com a opção pelos pobres precisa procurar instituições
que contribuam para garantir a estabilidade do valor da moeda em nível nacional e internacional.”
A crise financeira que varre o planeta mostra que ainda estamos à procura dessas instituições em nível internacional. A estabilidade da moeda brasileira em meio à crise indica que avançamos na
construção de instituições com o mesmo propósito em nível nacional.
É verdade também que o forte impacto da crise sobre a produção e o emprego domésticos alerta-nos de que não avançamos o suficiente. Inflação controlada com juros estratosféricos e câmbio apreciado pode significar uma estabilidade sujeita a solavancos cíclicos perigosos. Não
quero repisar aqui críticas à condução da política monetária no Brasil nos anos mais recentes. Prefiro ressaltar que os fundamentos da política econômica desde 1999 – o tripé metas de inflação, câmbio flutuante e responsabilidade fiscal – permanecem válidos.
Mais que tudo, estes 15 anos confirmam a premissa ética em que se baseou o Plano Real: a inflação descontrolada é um mal, não só porque tira a capacidade de crescimento econômico do país, mas porque mina sua coesão social. Corrói a renda dos mais pobres. Compromete a capacidade do poder público de fornecer à sociedade serviços e infraestrutura adequados. Induz os mais ricos à busca do lucro fácil pelas vias transversas da especulação, da esperteza e, no limite, da desonestidade. Por isso, a defesa da estabilidade da moeda não é “de direita”, assim como o populismo fiscal ou cambial não é “de esquerda”. Ela corresponde, isso sim, a um compromisso de solidariedade com os mais pobres, os assalariados, os aposentados, os trabalhadores por conta própria, que não dispõem de instrumentos financeiros para se proteger da inflação. Antes do Plano Real, anos de inflação disparada achataram a renda dos mais pobres e agravaram a concentração de renda. Quinze anos de estabilidade da moeda viram diminuir o contingente de brasileiros abaixo da linha da miséria e encurtar ligeiramente a distância entre ricos e pobres. São avanços modestos perto do que queremos para o Brasil. Mas são um bom começo. Mantida a premissa da estabilidade, dentro daquele tripé delineado em 1999, com planejamento dos investimentos públicos ou público-privados, políticas econômicas competentes e crescimento mais forte da produção e do emprego, o Brasil poderá e irá avançar muito mais.

José Serra é governador de São Paulo
Artigo publicado no jornal “O Globo” ontem

Executiva Nacional do PSDB aprova prévias

Em reunião ontem em Brasília, a Executiva Nacional do PSDB aprovou por unanimidade a regulamentação do processo de prévias para escolha do candidato do partido às eleições presidenciais de 2010, havendo concorrência entre mais de um nome entre seus filiados. As regras aprovadas estão em conformidade com a legislação eleitoral e buscam assegurar a realizaçãodeumprocesso democrático de consulta aos quadros partidários, pautado num projeto de alcance nacional e em defesa dos interesses maiores da sociedade. Com a decisão, a Executiva reafirma o compromisso de suas lideranças e filiados com as bandeiras históricas da social-democracia brasileira e a convicção na unidade e integridade partidárias.

Fonte: Diário Tucano