segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Brasil lidera ranking mundial de homicídios de jovens

Do jornal O Globo, em reportagem de Jailton de Carvalho:

Relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) informa que 38% dos adolescentes do Brasil vivem em situação de pobreza e são o grupo etário mais vulnerável ao desemprego, à violência e até à degradação ambiental, entre outros indicadores de redução da qualidade de vida.

O documento informa que 81 mil adolescentes brasileiros de 15 a 19 anos foram assassinados entre 1998 e 2008. Segundo o texto, o Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de homicídios de jovens.

Na contramão do que acontece nos demais países, inclusive em nações mais pobres, no Brasil o número de assassinatos de adolescentes é bem maior que o número de adolescentes mortos em acidentes de trânsito e outras causas violentas.

Segundo o coordenador do Programa de Cidadania dos Adolescentes do Unicef no Brasil, Mário Volpi, os adolescentes brasileiros estão mais expostos à violência do tráfico de drogas, às falhas das políticas de segurança e, em algumas áreas, à pobreza:

- O número de mortes violentas de adolescentes no Brasil é desproporcional em relação a qualquer outro país.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Inscrições para Lei de Incentivo ao Esporte a partir de 1º de março

A partir de 1º de março a Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude abrirá as inscrições de projetos esportivos para receber apoio da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte. Atletas, clubes, associações e federações esportivas poderão entregar suas propostas para análise até o final de março.

“Os projetos aprovados permitirão o desenvolvimento e o alto rendimento de atletas locais e contribuirão para a realização de projetos que visam revelar novos talentos e fomentar a prática esportiva como forma de inclusão social”, disse o secretário do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.

Os projetos apresentados são referentes aos recursos a serem liberados no segundo semestre de 2011. Para receber os recursos, é preciso que o responsável entregue pessoalmente o projeto, no Departamento de Incentivo ao Esporte e Promoção Social da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude.

Como participar - Para ser beneficiário da Lei do Incentivo ao Esporte, o atleta deve ter residência fixa há mais de um ano em Curitiba e montar um projeto que defina a razão da solicitação, as metas que pretende alcançar e seus custos.

Em contrapartida, o atleta incentivado precisa prestar contas durante e ao final de cada semestre, bem como participar de ações que visem à promoção social no Município.

Os interessados têm duas oportunidades por ano para protocolar seus projetos na Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude - a primeira em março (de 1º a 31) e a segunda em setembro (de 1º a 30).

Durante os meses de fevereiro e agosto, a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude promove palestras para orientar na elaboração de projetos para a Lei de Incentivo. Mais informações podem ser solicitadas por meio do telefone: (41) 3350-3753

Lei do Incentivo ao Esporte - Desde que foi promulgada, em 2002, a Lei Municipal de Incentivo ao Esporte já beneficiou 4.577 atletas e projetos de diversas modalidades esportivas. Coordenada pela Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude, a lei capta recursos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e investe em atletas, instituições sociais e projetos na área do esporte.

Atualmente Curitiba tem 345 projetos aprovados. A maior parte dos incentivados são atletas de judô, com 41 projetos, seguidos de karatê, jiu-jitsu e triathlon.

A lei também atende modalidades mais segmentadas como paraquedismo, fisiculturismo, esgrima e street luge também são beneficiadas, bem como comtempla 18 projetos de educação e 32 para-atletas, dos quais 24 praticam natação ou tênis de mesa. A faixa etária também é bastante diversificada, para beneficiar atletas de todas as categorias existentes em cada esporte.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Pres. da JPSDB-PR, Marcello Richa, lidera preparação de jovens visando 2012

O presidente da Juventude do PSDB do Paraná, Marcello Richa, e secretário de Esporte, Lazer e Juventude da Prefeitura de Curitiba, esteve na noite de sexta em Ponta Grossa para dar início ao curso de formação política do PSDB Jovem, que vai percorrer o Paraná. Ele proferiu uma palestra para alunos da Faculdade União com o tema “Políticas Públicas para a Juventude”. Marcello vai liderar o processo de mobilização e preparação da juventude tucana para a participação nas eleições municipais de 2012.

De acordo com Marcello, a palestra é apenas o primeiro de uma série de encontros que acontecerão nas cidades pólos do Estado até a metade de 2012. “O principal intuito da Juventude do PSDB do Paraná é promover o conhecimento do jovem e assim uma discussão propositiva, que faça com que ele entenda o contexto político que ele vive na sociedade”, destaca Marcello Richa.

Fonte: Jornal da Manhã

Marcello Richa e Prefeito Wosgrau, de Ponta Grossa, estabelecem parcerias para o Esporte e Juventude

Em visita ao prefeito Pedro Wosgrau Filho (PSDB), ontem, no início da noite, em seu gabinete, o secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude de Curitiba, Marcello Richa, estabeleceram parcerias entre os dois Municípios na área do esporte. Também participaram do encontro o secretário municipal de Esporte e Recreação, Marcelo Martins, o secretário nacional da Juventude do PSDB, Giovani Pereira, e uma comitiva de jovens que integram o setorial de juventude do PSDB local.

Entre as parcerias, ficou agendado uma visita técnica do secretário Marcelo Martins a espaços esportivos da Prefeitura de Curitiba na próxima quarta-feira, 23, e uma nova visita do secretário Marcello Richa à Ponta Grossa para conhecer os espaços da Prefeitura, como por exemplo, o Ginásio dos Deficientes, referência em todo o país. O objetivo das visitas é importar projetos e ações de um Município para o outro.


Na quarta-feira, por exemplo, o secretário de Ponta Grossa fará uma visita ao “Clube da Gente”, projeto da prefeitura da Capital coordenado pela Secretaria Municipal do Esporte, em parceria com outros órgãos, que assumem o papel de proporcionar às comunidades oportunidades de convivência social e estilo de vida saudável. Martins quer implantar uma proposta semelhante em dois espaços públicos que já estão em obras: no Clube Guaíra, adquirido pela Prefeitura e onde a piscina olímpica está sendo reformada para atender a população com aulas de natação para crianças e adolescentes e hidroginástica para os idosos, e na Arena Ponta Grossa, espaço multiuso que a Prefeitura vai implantar junto à Avenida dos Vereadores, em Olarias.
Wosgrau elogiou Marcello Richa pelo trabalho realizado no comando da Juventude do PSDB do Paraná. “Eu desconheço outro partido que tenha uma juventude mais organizada e participativa do que a nossa”, destacou o prefeito tucano.

Fonte: Blog do Johnny http://www.blogdojohnny.com.br

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Richa libera R$ 10 milhões para obras da Copa em Curitiba e autoriza estudo para reduzir impostos do metrô

O governador Beto Richa liberou nesta sexta-feira (18) R$ 10 milhões para a prefeitura de Curitiba iniciar uma série de obras de melhoria da infraestrutura urbana da cidade para a Copa do Mundo da FIFA-Brasil 2014. Richa e o prefeito Luciano Ducci também acertaram o início dos estudos para conceder isenção de impostos estaduais e municipais para as obras do metrô de Curitiba.

Esta é a primeira parcela de um pacote de investimentos do Governo do Paraná para o projeto da Copa apresentado por Curitiba. Pelo convênio, o governo vai repassar R$ 45 milhões para a prefeitura fazer as obras e o município repassará ao Clube Atlético Paranaense R$ 90 milhões em títulos de potencial construtivo, que podem ser vendidos no mercado imobiliário, para obter os recursos para concluir as obras, atendendo a todas as exigências do caderno de encargos da FIFA e da CBF.

“Temos capacidade para ter em Curitiba a melhor Copa do Mundo entre todas as subsedes do Brasil e para isso estamos iniciando a liberação de recursos para obras de infraestrutura e mobilidade urbana”, disse o governador.

Richa disse também que o metrô é aguardado pelos curitibanos há muito tempo e irá contribuir para a melhoria do transporte coletivo e das condições de trânsito na capital. Como prefeito de Curitiba, Richa foi o responsável por dar início à elaboração do projeto básico do metrô, que está concluído. “Agora entramos na fase de conversas com o governo federal na busca de recursos suficientes para o início das obras”, disse Richa.

Para o prefeito Luciano Ducci, as duas parcerias acertadas no encontro com o governador trazem grandes avanços para a qualidade de vida na capital. “É um passo adiante na possibilidade de ter um metrô em Curitiba, além de avançarmos também com as obras da Copa”, disse Ducci.

Metrô

O objetivo de conceder isenção de impostos para as obras do metrô é reduzir os custos do projeto, que será apresentado ao governo federal em abril, para concorrer com projetos de outras nove capitais. Os recursos estão previstos no PAC 2, o Programa de Aceleração do Crescimento, que tem R$ 18 bilhões para atender as nove cidades. Estudo feito pela Prefeitura de Porto Alegre mostra que a isenção de impostos, no caso da capital gaúcha, pode reduzir o custo das obras entre 20% e 25%.

A primeira fase do projeto do metrô de Curitiba é a Linha Azul. São 14,2 quilômetros entre a estação CIC-Sul, próximo à Ceasa, e a Rua das Flores, no centro da cidade. O projeto está orçado em R$ 2,250 bilhões. No próximo dia 15 de março será realizada a audiência pública do licenciamento ambiental da obra. A previsão da prefeitura de Curitiba é inscrever o projeto no PAC 2 até o dia 3 de abril.

Curitiba receberá tenistas de todo o Brasil em julho


O secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa, anunciou nesta quinta-feira (17), no Hotel Slaviero Full Jazz, que Curitiba irá sediar o Campeonato Brasileiro Infanto-Juvenil de Tênis e Copa das Federações. Os torneios serão realizados simultaneamente entre os dias 6 a 16 de julho de 2011, no Santa Mônica Clube de Campo. Pela primeira vez Curitiba irá sediar os torneios, que nos últimos 20 anos foram realizados em Brasília.

“Graças ao diálogo e parcerias conseguimos trazer este grande evento esportivo para Curitiba, que irá incentivar muito a prática do tênis em nossa cidade e contribuir para o desenvolvimento e revelação de novos atletas”, disse Marcello Richa.

O anúncio contou com a participação do presidente da Confederação Brasileira de Tênis, Jorge Lacerda da Rosa; do presidente da Federação Paranaense de Tênis, José Guilherme Danelon; do presidente do Santa Mônica Clube de Campo, Raul Alcântara de Souza; e do deputado estadual Reinold Stephanes Jr.

“Curitiba possui uma estrutura excelente e, com o apoio da Prefeitura, temos certeza de que os torneios serão um sucesso e contarão com grandes públicos”, disse Jorge Lacerda da Rosa, que também anunciou a candidatura de Curitiba para sediar jogos da Copa Davis.

Competições - Torneio mais importante promovido pela Confederação Brasileira de Tênis, o Campeonato Brasileiro Infanto-Juvenil de Tênis reúne cerca de 1.000 atletas afiliados a entidade, com competições nas categorias 10, 12, 14, 16 e 18 anos.

A Copa das Federações, que acontece simultaneamente ao Campeonato Brasileiro Infanto-Juvenil, reúne equipes de todos os estados brasileiros para disputar em formato Copa Davis (sistema de eliminação direta) o posto de melhor federação estadual nas categorias 12, 14, 16 e 18 anos.

Durante os torneios também serão realizados cursos para capacitação de professores, palestras sobre preparação física, nutrição e fisioterapia e avaliação física dos atletas com bom desempenho na temporada para acompanhamento anual.

Ouça a entrevista com o Sec. Marcello Richa


Fonte: www.curitiba.pr.gov.br

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Distância entre copiar e fazer!

Artigo de Raul Christiano diz que “sob a presidência de José Serra o país estaria sob mãos mais capazes”

Nunca me preocupei com a paternidade dos programas governamentais. Sempre me voltei para as suas conseqüências em relação ao público alvo e à criação de mecanismos que proibissem a interrupção de políticas públicas bem sucedidas. O gestor que tem uma visão global das principais necessidades de um país sabe como ninguém manejar o orçamento público para garantir os resultados esperados além das ideias e dos seus desenhos de projetos e programas. Na minha visão, José Serra (PSDB) se encaixa nesse perfil e foi assim que ele promoveu ajustes radicais no orçamento municipal da Capital de São Paulo, logo que sucedeu a petista Marta Suplicy, transformando a cidade em um imenso canteiro de obras e numa usina de novas políticas sociais emancipatórias.

Durante a campanha eleitoral de 2010, o mesmo José Serra propôs a criação de 1 milhão de vagas no ensino técnico, aproveitando a estrutura de escolas técnicas federais e mantidas por Estados, municípios e entidades não governamentais, para atender à enorme demanda de educação para o trabalho. Esse diagnóstico é denunciado em todas as mídias, quando o assunto é o crescimento econômico e a dependência de mão de obra qualificada para melhorar os atuais níveis da produção industrial e da prestação de serviços.

Como Serra conhece os custos e o volume de investimentos necessários para realizar essa proposta, que pretendia executar se tivesse sido eleito para presidir o Brasil, na mesma época o presidenciável tucano propôs a extensão do ProUni – Programa Universidade para Todos para permitir o acesso dos alunos carentes às escolas técnicas particulares e do próprio Sistema S – Senai, Sesc, Senac, Senat etc. Ele não teve sucesso eleitoral, mas a sua proposta, notabilizada como um dos carros-chefes da sua campanha política, acaba de ser absorvida pela presidenta Dilma Rousseff (PT).

Na sua primeira aparição em cadeia de rádio e televisão, a presidenta da República anunciou sem cerimônia o Pronatec – Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica, que vem a ser o ProUni do ensino técnico, como José Serra defendeu mais em 2010. Nessa cópia da ideia do candidato do PSDB, sem qualquer elegância de creditar o seu verdadeiro proponente, não teve nem mesmo o cuidado de detalhar e estruturar a iniciativa. Para os desavisados, principalmente com o trabalho de marketing dos atuais dilmaPTistas, nunca antes na história deste país outro terá pensado e sugerido matéria semelhante.

Acontece que desde 2007 o Prouni com bolsas extensivas aos estudantes do ensino técnico vem sendo formulado por parlamentares e pela iniciativa legislativa do próprio governo federal. Tenho conhecimento de projetos de leis do ex-deputado federal Antonio Palocci (PT), em 2007, e do deputado federal Márcio França (PSB), em 2008. No final de 2007, provocado por proposta do então deputado federal Lobbe Neto (PSDB), fundida com propositura do Senado Federal, o Congresso Nacional aprovou e o ex-presidente Lula da Silva sancionou lei ampliando a abrangência do FIES para os estudantes de pós-graduação, especializações e ensino técnico de nível médio. Até agora o Ministério da Educação não conseguiu tirar do papel.

O problema é que os governos PTistas copiam mal as ideias, de maneira que não conseguem executar quando não pegam o bonde andando, como aconteceu com o Plano Real de Estabilização da Economia, o Fundo de Desenvolvimento da Educação e Valorização do Magistério – Fundef, a Bolsa Escola Federal, o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM etc. E relembrem os fracassos dos programas Fome Zero, Primeiro Emprego, Aceleração do Crescimento – PAC, o Enade e das modificações do ENEM.

O mérito do governante se completa na associação da ideia, com o desenho/planejamento e o cronograma de execução e avaliação dos seus resultados. Em relação ao governo da presidenta Dilma Rousseff é cedo para emitir um parecer sobre a sua eficiência em gerir o todo, embora as suas experiências pouco exitosas com o gerenciamento do Plano Energético e do PAC sejam amplamente conhecidas. Mas não tenho dúvida que sob a presidência de José Serra o país estaria sob mãos mais capazes e competentes.

Raul Christiano, 52 anos, jornalista, escritor, poeta e professor universitário. Dirigiu o Programa Bolsa Escola Federal (Governo FHC), Superintendência de Comunicação da CDHU (Governo Geraldo Alckmin) e Superintendência de Comunicação da SABESP (Governo José Serra). Visite: www.raul.blog.br

Beto Richa assume em abril o comando do PSDB no Paraná

Blog do Fábio Campana


Conforme previsto, o governador Beto Richa será o novo presidente do PSDB no Paraná. A definição foi tomada nesta segunda-feira (14) durante reunião da executiva estadual realizada em Curitiba. Richa recebe a liderança do partido no dia 17 de abril, data da convenção estadual dos tucanos. Quem passa o cargo para o governador é o Valdir Rossoni, que agora preside a Assembleia Legislativa.

De acordo com o líder do governo na Assembleia, Ademar Traiano, apenas 80 dos 399 diretórios no Estado participará da convenção. Isso porque a maioria ficará de quarentena até a troca do comando estadual.

Secretaria da Educação e MP lançam campanha para manter aluno na escola


A Secretaria de Estado da Educação (Seed) e o Ministério Público do Paraná (MP-PR) lançaram nesta segunda-feira (14) a campanha “Criança e adolescente na escola: essa lição é para todos!”. A iniciativa vai mobilizar toda a sociedade paranaense a fim de identificar e trazer para a escola crianças e adolescentes que não estejam matriculados ou frequentando a rede regular de ensino.

Até o dia 14 de março, educadores e promotores de Justiça de todas as regiões do estado, com o apoio dos Conselhos de Direito e Tutelares, bem como da população paranaense, vão atuar perante associações, igrejas, instituições públicas e privadas, pedindo a união de todos na busca de crianças e adolescentes que estão fora da escola.

CADASTRAMENTO - A comunidade pode colaborar sensibilizando pais ou responsáveis por crianças e adolescentes que não estão estudando para que procurem a escola estadual mais próxima e façam o cadastramento e a matrícula do aluno.

Todas as escolas da rede estadual de ensino estão aptas a fazer o cadastramento dessas crianças e jovens, explica o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns. “Havendo vaga, a matrícula será efetuada imediatamente. Caso não exista a vaga imediata, o sistema da Secretaria da Educação irá identificar uma vaga adequada para que a criança ou o jovem retomem os estudos o quanto antes”.

A Seed e MP-PR também contam com o apoio de todas as Secretarias Municipais de Educação do Estado para que recebam e encaminhem as crianças que estão em idade escolar do primeiro ao quinto ano, já que a competência pela educação destas crianças é dos municípios.

DIREITO DE APRENDER - O Ministério Público está mobilizando os promotores de Justiça com atuação nas áreas da Infância e Juventude e da Educação de todo o estado, bem como os Conselhos Tutelares e de Direitos dos 399 municípios paranaenses.

Além de importante agência de socialização do ser humano - avalia o procurador-geral de Justiça, Olympio de Sá Sotto Maior Neto.

-, a escola prepara um aluno para o futuro exercício da cidadania. “A construção de uma sociedade melhor e mais justa passa, obrigatoriamente, pelo direito de ingresso, permanência e sucesso no sistema educacional de todas as crianças e adolescentes”, afirma.

“Assim, temos todos o dever de contribuir para a identificação de crianças e adolescentes que, seja pelo motivo que for, encontram-se afastadas da escola”, destaca Sotto Maior Neto.

DADOS - A taxa de abandono escolar nas escolas da rede estadual de ensino é de 9,4%, segundo levantamento feito pelo Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 2009, o último disponível. No primeiro ano do ensino médio este índice sobe para 11%.

Mas além desta estimativa, ainda é preciso considerar as crianças e os adolescentes que se evadem, os que nunca foram matriculados na escola, os que saíram do ensino municipalizado e não ingressaram na rede estadual e ainda os que não têm acesso à escola pela distância da moradia ou outras questões sociais.

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (2009) do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – aponta que o Paraná possui 1,549 milhão de crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos, idade escolar que corresponde da 5ª série do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. De acordo com a Seed, estão matriculados nestas séries 1,1 milhão alunos na rede estadual de ensino.

Diante desses dados, é possível se ter uma idéia da demanda escolar na rede estadual. Porém, as estatísticas revelam parte da realidade, uma vez que não contemplam, por exemplo, crianças e jovens que repetiram o ano ou que estão cursando o CEEBJA - Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos Ensino Supletivo.

Capoeirista Bom de Nota premia alunos dedicados

O secretário Municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa, participou na noite desta sexta-feira (11) da entrega de troféus, materiais escolares e mochilas do prêmio Capoeirista Bom de Nota, da Associação de Capoeira Kauande. O prêmio é um reconhecimento pelo esforço e dedicação das crianças e adolescentes que participam das atividades da associação e que obtiveram desempenho escolar acima da média em 2010.

"Esse evento é um exemplo de como a prática do esporte e de atividades físicas estimulam o desenvolvimento da cidadania e da inclusão social, contribuindo para o crescimento pessoal de cada participante”, disse Marcello Richa.

Cerca de 140 pessoas participaram da premiação, que aconteceu no Super Muffato do Portão. A abertura do evento contou com uma roda de capoeira, onde todos os alunos e professores da Associação de Capoeira Kauande demonstraram suas técnicas e habilidades. Na sequência, foram entregues os prêmios Capoeirista Bom de Nota a 100 crianças e adolescentes participantes das atividades da Associação.

“Buscamos mostrar para nossas crianças e adolescentes a importância dos estudos para suas vidas, e percebemos, a cada ano, a melhoria do desempenho escolar delas”, disse o fundador da Associação, Luís Carlos Déa.

Fundada em 1996, a Associação de Capoeira Kauande atende cerca de 610 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social com atividades em período de contraturno social. A Associação desenvolve também o projeto Educando com Arte, que visa utilizar a capoeira como o principal instrumento para a formação integral de seus alunos, buscando a potencialização de suas habilidades, aspectos motores, cognitivos e sociais.

Fonte: www.curitiba.pr.gov.br


Governo lança portal para tecnologias móveis


O governador Beto Richa lançou nesta segunda-feira (14) o novo portal de serviços do governo para dispositivos eletrônicos móveis como smartphones, ipads e telefones celulares com acesso à internet. O endereço do portal é m.pr.gov.br. Foi desenvolvido em parceria entre a Companhia de Informática do Paraná (Celepar), Secretaria da Fazenda e Detran. “Com esse portal vamos ampliar a mobilidade, a interatividade e melhorar a qualidade dos serviços prestados pelo governo”, disse o governador. “É modernidade na gestão pública, com menos burocracia e mais agilidade para facilitar a vida do cidadão”, disse.

O primeiro grupo de aplicativos do governo eletrônico à disposição do cidadão por meio de tecnologias móveis inclui serviços do Detran e as notícias do governo. “Estamos facilitando a consulta do IPVA, o registro da pontuação na carteira de habilitação, multas, exames e taxas do Detran”, explicou o presidente da Celepar, Jacson Leite. O próximo passo é integrar o portal com instituições bancárias como o Banco do Brasil e o Itaú. “A preocupação inicial é que o cidadão esteja bem informado para cumprir suas obrigações, simplificando os processos”, disse o diretor.

O diretor-geral do Detran, Marcos Traad, disse que a nova ferramenta faz parte de uma série de medidas interativas que serão lançadas ainda neste mês, com o objetivo de aproximar o Departamento de Trânsito da comunidade. Um dos novos aplicativos permitirá a consulta de débitos do veículo. “Queremos facilitar o acesso da população aos nossos serviços, diminuir a burocracia e sanar reclamações”, disse Traad. “Para isso, em parceria com a Celepar, estamos pensando em soluções de segurança, com foco nas informações compartilhadas e dados cruzados”, afirmou o diretor.

Mobilidade

Na construção do portal móvel, a Celepar levou em consideração o tamanho da tela e a capacidade de processamento de dados dos telefones, que possuem características diferentes dos computadores de uso pessoal.

A primeira tela do portal m.pr.gov.br oferece informações da Agência de Notícias. Em seguida, aparecem cinco ícones de serviços do Detran, a começar pelo IPVA – Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores.

Ao informar o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), o proprietário do veículo tem acesso ao valor do tributo e ao conjunto de números da linha digital equivalente ao código de barras, que permite o pagamento do IPVA para o exercício 2011 nas agências bancárias.

Ao abrir “Agenda CFC”, o aluno, identificando o número do processo, obtém informações sobre o curso no qual está inscrito no Centro de Formação de Condutores, entre eles, os de reciclagem, motofretista, mototaxista, transporte de passageiros e transporte escolar. No item “Taxa do Detran/Pr” constam os valores cobrados pelo órgão para serviços como a renovação da CNH, alteração de categoria ou de dados cadastrais.

Tendo em mãos o número do processo, ao acessar “Exames Detran/PR”, o cidadão obtém as notas das provas que fez. No quinto ícone, “Pontuação”, informando o número da CNH e do CPF, o motorista consulta os pontos registrados em sua carteira nacional de habilitação.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Beto Richa lança internet em banda extra larga da Copel

Com uso de voz e imagens em alta resolução transmitidas em banda extra larga, um diálogo via internet entre o governador Beto Richa e o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer, vai marcar nesta segunda-feira (14), o lançamento do BEL-100, um serviço da estatal que permitirá conexões em velocidades de até 100 Mbps (megabites por segundo) e, simultaneamente, trafegar voz e vídeo pela internet com qualidade superior e sem interrupções.

O ato que marcará o lançamento e a estreia do BEL-100 da Copel utilizará dois aparelhos de videofone, um instalado no gabinete de Beto Richa, no Palácio das Araucárias, e outro na sala de reuniões da diretoria da Copel, no bairro do Batel.

Inicialmente, o serviço estará voltado ao mercado corporativo, atendendo a empresas e outros grandes usuários de internet – como o próprio Governo do Estado. “Toda a estrutura da administração estadual – direta e indireta – poderá se conectar em banda extra larga pelo sistema de fibras ópticas da Copel, conferindo agilidade e velocidade à gestão dos serviços públicos, com muita economicidade”, assegura o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer.

“Estamos cumprindo a orientação do governador Beto Richa de colocar à disposição da população do Paraná a moderna e vigorosa estrutura de telecomunicações construída pela Copel para aumentar a competitividade do Estado, beneficiar a coletividade e, ainda, gerar fontes adicionais de receita e novos negócios para a empresa”, completa.


ESTADO DIGITAL – Os mais de 17 mil km de cabos de fibras ópticas que compõem o sistema de telecomunicações da Copel integram hoje 240 dos 399 municípios do Paraná, devendo alcançar a totalidade deles até o final de 2012.

Já o sistema de banda extra larga, que utiliza cabos de fibras ópticas com um tipo diferente de tecnologia e permite aos usuários conexões em até 100 Mbps, passará a estar disponível em Curitiba ainda este ano. “Nosso compromisso é estender a conectividade em banda extra larga a todo o Estado até o final de 2014, permitindo transformar o Paraná em pouco tempo num caso único no Brasil de estado 100% digital”, antecipa o governador Beto Richa.

“A universalização do acesso à internet em banda extra larga por toda a estrutura administrativa estadual fará com o que o Paraná figure como o primeiro estado digital do Brasil, reduzindo significativamente os custos de comunicação da administração estadual e abrindo ao cidadão a possibilidade de usufruir dos serviços públicos com menos burocracia e maior segurança”, afirma o superintendente de Telecomunicações da Copel, Marcos de Lacerda Pessoa.

A primeira conexão em banda extra larga do projeto, com velocidade de transmissão de dados, voz e vídeo a taxas de até 100 Mbps, terá parâmetros de qualidade, disponibilidade e confiabilidade comparáveis aos de países como Japão e Coréia do Sul. Outra novidade é que o serviço será faturado pelo consumo, em moldes semelhantes ao faturamento do consumo de energia elétrica.

Fonte: www.cidadao.pr.gov.br

PSDB condena corte de R$ 50 bi no orçamento

Tucanos acusam governo de sacrificar áreas básicas e manter gastos supérfluos

Brasília (10) – Líderes do PSDB na Câmara e no Senado criticaram o contingenciamento de R$ 50 bilhões no orçamento de 2011, anunciado pelo governo federal. O corte deverá prejudicar importantes setores econômicos e só ocorreu porque o governo prefere sacrificar áreas básicas ao invés de reduzir gastos supérfluos.

Para os deputados Sérgio Guerra, presidente do partido, e Duarte Nogueira, líder da bancada na Câmara, o corte representa um desrespeito à sociedade. “As emendas parlamentares ficaram ridicularizadas. Por que os projetos escolhidos pelo Congresso têm menor importância e podem ser cortados e os do governo não?”, questiona Guerra.

O governo, desde a campanha eleitoral, esconde um grave desequilíbrio fiscal”, acrescenta o presidente do PSDB. Fazem um congelamento de investimentos mas não o fazem nas atividades-meio: não enxugou ministérios e não cortou cargos de estruturas estatais que estão onerando e pressionando para o aumento de novos impostos.”, observa o líder.

Segundo Nogueira, apesar dos esforços e do trabalho do Legislativo para elaborar o Orçamento de 2011, o Planalto realiza o corte sem dar importância às metas previstas na Lei Orçamentária. “Esse corte é um desrespeito com a sociedade brasileira porque está sendo feito com intensidade em algo que já foi discutido no Congresso”, condenou.

“Enquanto isso, os famigerados cartões corporativos não têm prestação de contas. É essa a fatura que a sociedade brasileira está pagando por ter eleito um governo que não direciona suas ações e energia para uma boa relação institucional”, lamenta o líder na Câmara.

Senado

No Senado, Alvaro Dias, líder da bancada lembrou: “durante todo o ano passado, insisti na tese de que estava se armando, por irresponsabilidade administrativa, uma ‘bomba de efeito retardado que explodiria no colo do povo brasileiro se providências enérgicas não fossem adotadas. Os cortes agora anunciados pela administração federal confirmam: o ‘momento mágico’ foi farsa eleitoral”

O senador paranaense acredita que a “vitória da ficção sobre a realidade leva o atual governo a ações que podem sacrificar a população mais pobre com o comprometimento da capacidade de investir produtivamente”. Dias lamenta que, apesar das evidências, o governo continua com o discurso megalomaníaco do trem bala, aviões caças, e que está tudo bem para Copa do Mundo e para as Olimpíadas.

Aécio Neves, senador de Minas Gerais, alerta para o mesmo problema. “ Esse corte desmente o discurso da campanha e reforça o que já havíamos denunciado: o governo passado vinha gastando de forma descontrolada. Foi Isso que construiu esse desfecho”. O ex-governador mineiro também acredita que o corte, “inevitavelmente”, deve comprometer a continuidade do crescimento do país.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Richa recebe presidente do PSDB nacional

O governador Beto Richa se encontrou nesta quinta-feira (10) com o presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra, em Curitiba. Na visita, o dirigente tucano reafirmou a confiança do partido na gestão de Richa e destacou que o Paraná tem agora uma grande liderança política nacional.

Na pauta da conversa também entraram assuntos como a preparação do PSDB para as convenções (municipais, estaduais e nacional), que acontecem em maio, e a necessidade da legenda trabalhar pela unidade partidária.

Guerra, recém-eleito deputado federal, se colocou à disposição do Paraná para encaminhar assuntos do interesse do Estado em Brasília. Ele adiantou que os parlamentares tucanos devem trabalhar para que o governo federal promova um ajuste fiscal e que o Congresso acelere a discussão do projeto de reforma política.

Junto com Guerra vieram ao Paraná o secretário geral do partido, Rodrigo de Castro, o secretário executivo, Sérgio Silva, o deputado federal Otávio Leite (RJ) e o deputado estadual Claudiano Filho, que tem 21 anos e foi eleito em 2010. O encontro foi acompanhado pelo filho do governador e secretário de esportes de Curitba, Marcello Richa, e pelo secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly.

Fonte: www.fabiocampana.com.br

Oposição pra quê?

O principal risco que correm as oposições – e, portanto, também o PSDB – é perder tempo em embates menores, combates internos fantasmas ou antecipações irrealistas, como trazer 2014 para hoje, Inventando bandas de adversários… Internos!Atacar, constranger, prejudicar ou atrapalhar companheiros do próprio partido só faz ajudar os adversários reais, que incentivam esses confrontos.

Para o maior partido da oposição, perder-se em disputas internas seria apequenar-se. Salmos das urnas com quase 44 milhões de votos, vencendo a eleição presidencial em 11 estados. O PSDB fez oito governadores; o DEM, dois, e tivemos ainda o apoio do governador de Mato Grosso do Sul. Aqueles que votaram em nós queriam que ganhássemos, mas sabiam que podíamos perder. A oposição, portanto, é tão legítima quanto o governo; ela também expressa a vontade do eleitor e tem um mandato.

Não podemos deixar o eleitorado que nos apoiou sem representação. É ele, inicialmente, que precisa receber uma resposta e convencer-se de que não jogou seu voto fora. Até porque as ditaduras também têm governos, mas só as democracias contam com quem possa vigiá-los, fiscalizá-los, em nome do leitor. Por isso a oposição sem de ter posições claras, ser ativa, sem se omitir nem se amedrontar. Uma eleição presidencial não é uma corrida de curta duração, de 45 dias, mas uma maratona de quatro anos. E ninguém corre parado.

Até quem votou no PT conta conosco para que ofereçamos alternativas, para que possamos aprimorar propostas do governo e denunciar, quando é (e como está sendo) o caso, a falta de rumo. Não se trata de fazer oposição sistemática ou não sistemática, bondosa ou exigente. Isso é bobagem! Essa questão não se coloca em nenhuma grande democracia do mundo. A oposição tem o direito e o dever de expressar seus pontos de vista e de batalhar por eles. É seu papel cobrar coerência, eficiência e honestidade.

A realidade está aí. O grave problema fiscal brasileiro velo à luz, herança do governo Lula-Dilma para o governo Dilma. A maquiagem nas contas não consegue escondê-lo. A Fundação nacional de Saúde (Funasa) se transformou no retrato perverso do aparelhamento do Estado, que não se vexa nem diante da realidade dramática da saúde – ou falta dela – dos pobres. O mesmo acontece em Furnas, palco de escândalos há muitos anos, expressão do loteamento do setor elétrico, onde os blecautes têm sido a regra, não a exceção. Se a oposição não se fizer presente agora, então quando?

Fazer oposição por quê? Porque o país experimenta um óbvio desequilíbrio macroeconômico, que reúne inflação alta e em alta, juros estratosféricos, câmbio desajustado, vertiginoso déficit do balanço de pagamentos e infraestrutura em colapso. As trapalhadas do Enem mostram que o PT tripudia sobre a esperança e o futuro dos jovens. A imperícia do governo na prevenção de catástrofes e socorro às vítimas não requer comprovação. Por que fazer oposição? Porque os brasileiros merecem um governo melhor e pagam caro por isso —. uma das maiores cargas tributárias do mundo, sem serviços públicos à altura. Temos o direito de nos apequenar com picuinhas? Foi para isso que recebemos um mandato das urnas?

O governo vem fazendo acenos à classe média e às oposições. Conta com o conhecido bom-mocismo dos adversários, tucanos à frente. Sua intenção é lhes tirar nitidez e personalidade, dividi-los e subtrair lhes energia e disposição. Até a próxima disputa eleitoral, quando, então, voltaremos a enfrentar os métodos de sempre: vale-tudo, enganações, bravatas e calúnias. Cair nesse truque corresponde a trair a confiança dos que votaram em nós e os interesses do nosso povo e do país.

O PSDB não sabe fazer oposição! Tanto em 2006 como em 2010, pesquisas Internas apontaram ser essa uma das criticas que o eleitorado nos faz. Ainda que fosse injusta, seria forçoso reconhecer que nos tem faltado nitidez. É razoável que o eleitor considere que não sabe governar quem não sabe se opor.

E nós temos os bons fundamentos! A quem pertence a bandeira da socialdemocracia no Brasil? O PT, fundado como um partido classista, sob a inspiração de partidos leninistas, varreu estatuto e ideário para baixo do tapete ao chegar ao poder e adotou como suas a plataforma e as ideias do adversário. Mas, longe de estar resolvida, após seis eleições presidenciais, sendo três vitoriosas, e dois governos depois, a contradição entre os “pragmáticos do mercado” e os “puros-sangues de lenin” ainda é um dos flancos do PT não devidamente explorados pela oposição, para prejuízo do país.

O PT adotou as bandeiras, mas perverteu sua prática. Privatizou as ações do Estado em benefício do partido e aliados. Banalizou o que a vida pública brasileira tinha de pior. Rebaixou a Saúde e a Educação. Transformou em instrumento eleitoral a rede de proteção social herdada do governo FHC. Virou as costas para a Segurança e descuidou-se da Previdência. A falsa “social-democracia” petista preside um processo de desindustrialização do Brasil e mantém como principal despesa do orçamento o pagamento de R$ 180 bilhões anuais em serviço da dívida pública Interna. Sem mencionar erros infantis, como o de reconhecer a China como economia de mercado, enfraquecendo nossos mecanismos de defesa comercial Que social-democracia é essa, que pôs a perder o ativismo governamental nas coisas essenciais, que caracteriza o Estado do Bem-Estar Social e seus alicerces?

Essa retomada dos valores da social-democracia, com seu respeito ao jogo democrático e sua prioridade à garantia de condições dignas de vida à população, há de tirar do PSDB o falso carimbo de partido da elite e marcar diferença com o PT, com suas práticas sectárias e/ou ineptas.

Para tanto, é fundamental ao PSDB fortalecer a unidade interna, dando uma resposta àqueles que nos delegaram um mandato por meio das urnas. Estou, como sempre, a serviço da população. ajudei a definir as bandeiras históricas do meu partido e sua renovação. Por elas e pela unidade, batalhei sempre. Ninguém andará em má companhia seguindo os Dez Mandamentos. Para quem está na política, sugiro um 11° , este de inspiração humana, não divina: “Não ajudarás o adversário atacando teu colega de partido.”

JOSÉ SERRA foi deputado, senador, prefeito e governador de São Paulo

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Governo do Paraná lança gibi com dicas de segurança para crianças

A Biblioteca Pública do Paraná e o Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) lançaram nesta segunda-feira (7), em Curitiba, a segunda edição do gibi “A Turminha da Segurança”, publicação elaborada pelo Sicride. O material visa evitar o aumento no número de crimes dessa natureza no Paraná. Até 15 de março, toda criança que visitar o hall da Biblioteca ganha um exemplar do gibi, com quatro aventuras da turminha. Além disso, é possível conferir no local uma exposição com os personagens em quadrinhos.

Quatro histórias e passatempos transmitem dicas de segurança. A revistinha também tem adesivos dos personagens e telefones de emergência e denúncia. Para a delegada Ana Cláudia Machado, o gibi ajuda a reforçar orientações para as crianças. “Como a maioria dos casos acontece por falta de informação, a prevenção é essencial”, afirma.

O gibi também traz fotografias das crianças desaparecidas, com progressão de idade. As imagens foram obtidas com o auxílio de computação gráfica, pelo estudante de design Diego Pereira Pires, responsável pelo Setor de Arte Forense da delegacia.

De acordo com a polícia, a divulgação das imagens “envelhecidas” é necessária para possibilitar o aparecimento de novas informações, capazes de auxiliar na investigação desses casos. Alguns casos com progressão de idade serão divulgados na exposição.

DISTRIBUIÇÃO – O gibi será distribuído a todas as crianças que visitarem a exposição, que começou nesta segunda-feira (7) e fica até 5 de março, no segundo andar da biblioteca pública. O gibi também será distribuído em operações policiais e escolas. O material também pode ser retirado diretamente na delegacia, que fica na Rua Jose Loureiro, 376, segundo andar, centro de Curitiba, no horário comercial.

Serviço:

Exposição “A Turminha da Segurança”.
Local: Hall da Biblioteca Pública do Paraná (Rua Cândido Lopes, 133).
Data: até 15 de março.
Horário: 2ª à 6ª feira, das 8h às 20h, e sábados, das 8h às 13h.
Entrada gratuita.
Informações: 41 3221-4900.

Fonte: www.seguranca.pr.gov.br

Câmara aprova MP da Bolsa-Atleta com apoio do PSDB


Com o apoio do PSDB, a Câmara aprovou nesta terça-feira (8) a Medida Provisória da Bolsa-Atleta (MP 502/10). A medida cria duas modalidades de bolsa: uma para as categorias de base e outra para os atletas que estejam entre os 20 melhores de suas modalidades nos rankings mundiais. A primeira matéria votada pela casa em 2011 também institui novas regras para repasse de recursos destinados à formação de atletas, amplia as modalidades de benefícios previstas no programa Bolsa Atleta, e prevê a criação do programa Cidade Esportiva e a Rede Nacional de Treinamento.

O líder tucano, deputado Duarte Nogueira (SP), apresentou o voto do partido a favor da matéria após ser acatada a proposta feita por ele de que os municípios contemplados pelo programa Cidade Esportiva sejam definidos por decreto presidencial. Segundo o deputado, é necessário que haja um critério definido para a escolha dessas cidades. A ideia do tucano é que haja transparência nessa escolha. A medida provisória prevê que essas cidades terão espaços para formação e programas para o treino de atletas.

O partido também votou pela aprovação de um destaque apresentado pelo PT pela retirada do dispositivo que previa a reserva de parte da arrecadação de loterias para a Confederação Brasileira de Clubes (CBC). O destaque foi aprovado e o item rejeitado. Pela matéria final, projeto de lei de conversão do deputado José Rocha (PR-BA) para a MP ficou definido ainda novas regras de relacionamento profissional entre atletas e entidades desportivas. O relator também incluiu, no projeto, emendas do Senado que estavam pendentes de votação pelo Plenário.

Outras nove MPs trancam a pauta do plenário. Há acordo entre os líderes partidários para votação nesta quarta-feira (9) da MP 204/10, que que permite ao governo criar escritórios da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no exterior. O relatório final da MP já foi lido na tribuna nesta terça-feira (8).

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Seminário de Atualização reúne servidores do Esporte e Lazer


O secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa, abriu nesta segunda-feira (7) o Seminário de Atualização da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude 2011, no Salão de Ato do Parque Barigui. O evento, que será realizado de 7 a 11 de fevereiro, visa o aprimoramento dos servidores e adequação dos serviços para o cumprimento das metas do Contrato de Gestão da secretaria.

“Buscamos neste seminário fortalecer a integração dos servidores em relação aos serviços e atendimento prestados em toda a secretaria, discutindo ideias e projetos, no objetivo de contribuir para o seu desenvolvimento profissional e pessoal”, disse Marcello Richa.

Cerca de 170 servidores da secretaria participaram da abertura do seminário, que contou com fórum e palestras sobre o Programa de Atendimento Sócio Esportivo (PASE), ministradas pelos professores doutores Oldemar Mazzardo Júnior e José Pedro Sarmento Lopes.

A programação do seminário foi dividida em nove módulos: Fórum PASE; cursos de atividades aquáticas; iniciação esportiva para basquetebol; voleibol; futebol; clínica de psicologia do esporte; curso de fisiologia do esporte; clínica de orientação à atividade física e saúde da mulher e conferência internacional sobre gestão do esporte.

As palestras acontecerão no Salão de Atos do Parque Barigui, enquanto as atividades aquáticas serão realizadas no Centro de Atividade Física (CAFI) Ouvidor Pardinho e Centro de Esporte e Lazer (CEL) Dirceu Graeser. As atividades de basquete, vôlei e futebol serão realizadas na PUC/PR.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Juventude Tucana do PR parabeniza Rossoni

Em carta divulgada hoje (7), a Juventude do PSDB do Paraná parabeniza o presidente da Assembléia Legislativa (Alep) e também dirigente do PSDB do Estado, o deputado Valdir Rossoni, pelas medidas administrativas adotadas em favor da ética e do respeito ao cidadão paranaense, no início do ano legislativo.

Entre as providências tomadas por Rossoni estão a ocupação da área da Alep, na madrugada do dia 02 de fevereiro, por homens da Polícia Militar (PM) onde representou o fim ao ‘poder paralelo’ de funcionários que há muito anos ditavam regras estranhas à Casa. Outro ato de grande importância foi o fechamento da gráfica da Assembléia, local onde até o ano passado eram rodados os exemplares dos ‘diários secretos’ – atos legislativos não oficiais que serviram para desviar milhões de reais do dinheiro público.

Na coordenação da Juventude do PSDB do Paraná estão os jovens: o secretário de Esporte Lazer e Juventude de Curitiba, Marcello Richa, o deputado estadual Evandro Júnior, Pablo Rossoni, Edson Lau Filho e Diogo Fenti.


Confira a moção:

(clique na imagem para ampliar)

Kennedy Alencar entrevista Fernando Henrique Cardoso

Confira a íntegra da entrevista de Fernando Henrique Cardoso cedida à Kennedy Alencar

Bloco 1


Bloco 2


Bloco 3

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Governador Beto Richa e ministro da Justiça formalizam parceria para combater o crime


O governador Beto Richa e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, formalizaram uma parceria para a realização de ações conjuntas de combate ao crime no Paraná. O acordo foi feito durante reunião no Palácio das Araucárias, em Curitiba, nesta sexta-feira (4), para discutir formas de integrar as políticas públicas estaduais e federais no combate à violência, à criminalidade e resolver questões como a superpopulação carcerária.

“Temos um planejamento de ações para combater o crime e a violência, com foco especial às drogas e a região de fronteira”, disse o governador. “Para nós, isso é uma prioridade e fico feliz em saber que teremos a mão estendida do governo federal para enfrentar esse grave problema”, afirmou.

Por determinação do ministro, um grupo de técnicos do ministério voltará ao Paraná na próxima semana para uma visita à fronteira com Paraguai e Argentina para verificar as dificuldades e criar um plano de combate à criminalidade na região.

Cardozo disse que é uma diretriz de governo o enfrentamento da violência e o combate do crime organizado. Ele afirmou que é necessário que os governos estaduais e federal desempenhem juntos essa tarefa. “É necessário integrar esforços na questão da segurança pública”, reforçou o ministro.

Gestão Integrada - O secretário da Segurança Público do Paraná, Reinaldo de Almeida César, apresentou um conjunto de ações e propôs a criação de um Gabinete de Gestão Integrada, com participação dos diversos organismos policiais e de inteligência, do Estado e da União, para nortear as ações de combate ao crime no Paraná. “O projeto terá apoio do ministério”, destacou.

O governador Beto Richa também entregou ao ministro um ofício requisitando ao ministro Cardozo e a presidente Dilma Rousseff o reencaminhamento ao Congresso Nacional de um projeto de lei para que o Paraná possa receber recursos para a construção de unidades prisionais.

Além do secretário estadual de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, e da secretária de Justiça, Maria Tereza Uille Gomes, participaram do encontro a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, o diretor do Departamento Penitenciário, Augusto Rossini, do diretor geral da Polícia Federal, Leandro Coimbra, e do diretor geral da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Hélio Derenne.

Também estiveram presentes no encontro a senadora Gleisi Hoffmann, os deputados federais Alfredo Kaefer, André Vargas, Doutor Rosinha, Eduardo Sciarra, Fernando Francischini e Zeca Dirceu, e o deputado estadual professor Lemos

Fonte: www.cidadao.pr.gov.br

Kennedy Alencar entrevista Fernando Henrique Cardoso

Confira um trecho da entrevista com o Fernando Henrique Cardoso que vai ao ar nesta madrugada de domingo para segunda, às 00h30 na Rede TV.

Circuito das Estações Adidas e Fila Night Run em Curitiba


A Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude fechou o calendário de corridas de rua para 2011 com duas novidades para os atletas de Curitiba: o Circuito das Estações Adidas e a Fila Night Run. Os dois eventos serão realizados pela primeira vez na capital paranaense, que irá receber ao longo do ano 45 corridas de rua com o apoio da Prefeitura.

“Trabalhamos no objetivo de atender a demanda da população, que solicitava a adesão de novos e renomados circuitos de corrida de rua para Curitiba”, disse o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa. “Com estes novos circuitos, fechamos o calendário de corridas para 2011 e já iniciamos o planejamento para 2012”.

Circuito das Estações Adidas - Tradicional prova de corrida de rua realizada em quatro etapas, o Circuito das Estações Adidas promove uma corrida para cada estação do ano, sempre com o mesmo trajeto para que os atletas possam comparar seus tempos e verificar seu desempenho.

A primeira etapa do Circuito das Estações Adidas será realizada no dia 3 de abril, com a largada próximo ao ginásio Tarumã. Serão duas modalidades de corrida para os atletas, de 5km e 10km. As outras etapas do circuito serão realizadas nos dias: 17 de julho; 4 de setembro e 11 de dezembro. Veja todas as informações, regulamento e inscrições para o circuito no site: http://o2porminuto.uol.com.br/evento/estacoes/index.php

Fila Night Run - Corrida noturna de 5km e 10km, permite aos participantes encontrar, no mesmo evento, atividades físicas e muita diversão. A prova conta com projeções de luz e vídeo e músicas em pontos do percurso. O evento irá acontecer no dia 1º de outubro. Para mais informações, acessar o link: http://o2porminuto.uol.com.br/nightrun

Fonte: www.curitiba.pr.gov.br

Tempo de muda

Novo ano, nova presidente, novo Congresso atuando no Brasil de sempre, com seus êxitos, suas lacunas e suas aspirações.

Tempo de muda, palavra que no dicionário se refere à troca de animais cansados por outros mais bem dispostos, ou de plantas que dos vasos em viveiro vão florescer em terra firme.

A presidente tem um estilo diferente do antecessor, não necessariamente porque tenha o propósito de contrastar, mas porque seu jeito é outro. Mais discreta, com menos loquacidade retórica. Mais afeita aos números, parece ter percebido, mesmo sem proclamar, que recebeu uma herança braba de seu patrono e de si mesma.

Nem bem assume e seus porta-vozes econômicos já têm que apelar às mágicas antigas (quanto foi malfalado o doutor Delfim que nadava de braçada nos arabescos contábeis para esconder o que todos sabiam!) porque a situação fiscal se agravou. Até os mercados, que só descobrem estas coisas quando está tudo por um fio, perceberam. Mesmo os “velhos bobos ortodoxos do FMI”, no linguajar descontraído do ministro da Fazenda, viram que algo anda mal.

Seja no reconhecimento mal disfarçado da necessidade de um ajuste fiscal, seja no alerta quanto ao cheiro de fumaça na compra a toque de caixa dos jatos franceses, seja nas tiradas sobre os até pouco tempo esquecidos “direitos humanos”, há sinais de mudança.

Os pelegos aliados do governo que enfiem a viola no saco, pois os déficits deverão falar mais alto do que as benesses que solidarizaram as centrais sindicais com o governo Lula.

Aos novos sinais se contrapõem os amores antigos: Belo Monte há de vir à luz com cesariana, esquecendo as preocupações com o meio ambiente e com o cumprimento dos requisitos legais; as alianças com os partidos da “governabilidade” continuarão a custar caro no Congresso e nos ministérios, sem falar no “segundo escalão”, cujas joias mais vistosas, como Furnas (está longe de ser a única) já são objeto de ameaças de rapto e retaliação.

Diante de tudo isso, como fica a oposição?

Digamos que ela quer ser “elevada”, sem sujar as mãos (ou a língua) nas nódoas do cotidiano nem confundir crítica ao que está errado com oposição ao país (preocupação que os petistas nunca tiveram quando na oposição). Ainda assim há muito a fazer para corresponder à fase de “muda”. A começar pela crítica à falta de estratégia para o país: que faremos para lidar com a China (reconhecendo seu papel e o muito de valioso que podemos aprender com ela)? Não basta jogar a culpa da baixa competitividade nas altas taxas de juro.

Olhando para o futuro, teremos de escolher em que produtos poderemos competir com China, Índia, asiáticos em geral, Estados Unidos, etc. Provavelmente serão os de alta tecnologia, sem esquecer que os agrícolas e minerais também re-querem tal tipo de conhecimento.

Preparamo-nos para a era da inovação? Reorientamos nosso sistema escolar nesta direção? Como investir em novas e nas antigas áreas produtivas sem poupança iterna?

No governo anterior os interesses do Brasil pareciam submergir nos limites do antigo “Terceiro Mundo”, guiados pela retórica do Sul-Sul, esquecidos de que a China é Norte e nós, mais ou menos. Definimos os Estados Unidos como “o outro lado” e percebemos agora que suas diferenças com a China são menores do que imaginávamos.

Que faremos para evitar o isolamento e assegurar o interesse nacional sem guiar-nos por ideologias arcaicas?

Há outros objetivos estratégicos. Por exemplo, no caso da energia: aproveitaremos de fato as vantagens do etanol, criaremos uma indústria alcoolquímica, usaremos a energia eólica mais intensamente? Ou, noutro plano, por que tanta pressa para capitalizar a Petrobras e endividar o Tesouro com o pré-sal em momento de agrura fiscal?

As jazidas do pré-sal são importantes, mas deveríamos ter uma estratégia mais clara sobre como e quando aproveitá-las. O regime de partilha é mesmo mais vantajoso? Nada disso está definido com clareza.

O governo anterior sonegava à população o debate sobre seu futuro. O caminho a ser seguido era definido em surdina nos gabinetes governamentais e nas grandes empresas. Depois se servia ao país o prato feito na marcha batida dos projetos-impacto tipo trem-bala, PACs diversos, usinas hidrelétricas de custo indefinido e serventia pouco demonstrada. Como nos governos autoritários do passado.

Está na hora de a oposição berrar e pedir a democratização das decisões, submetendo-as ao debate público. Não basta isso, entretanto, para a oposição atuar de modo efetivo. Há que mexer no desagradável.

Não dá para calar diante de a Caixa Econômica ter se associado a um banco já falido que agora é salvo sem transparência pelos mecanismos do Proer e assemelhados. E não foi só lá que o dinheiro do contribuinte escapou pelos ralos para subsidiar grandes empresas nacionais e estrangeiras, via BNDES.

Não será tempo de esquadrinhar a fundo a compra dos aviões? E o montante da dívida interna, que ultrapassa um trilhão e seiscentos bilhões de reais, não empana o feito da redução da dívida externa? E dá para esquecer os cartões corporativos usados pelo Alvorada, que foram tornados “de interesse da segurança nacional” até ao final do governo Lula para esconder o montante dos gastos? Não cobraremos agora a transparência? E o ritmo lento das obras de infraestrutura, prejudicadas pelo preconceito
ideológico contra a associação do público com o privado, contra a privatização necessária em casos específicos, passará como se fosse contingência natural? Ou as responsabilidades pelos atrasos nas obras viárias, de aeroportos e de usinas serão cobradas? Por que não começar com as da Copa, libertas de licitação e mesmo assim dormindo em berço esplêndido?

Há sim muita coisa para dizer nesta hora de “muda”.

Ou a oposição fala e fala forte, sem se perder em questiúnculas internas, ou tudo continuará na toada de tomar a propaganda por realização. Mesmo porque, por mais que haja nuances, o governo é um só Lula-Dilma, governo do PT ao qual se subordinam ávidos aliados.

Fernando Henrique Cardoso é sociólogo e ex-presidente da República

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Em seu programa nacional, PSDB defende revitalização dos partidos

Líderes também anteciparam que partido vai insistir no salário mínimo de R$ 600,00



Brasília (03) – O PSDB apresentou nesta quinta-feira o seu primeiro programa em cadeia nacional de rádio e tv de 2011. A apresentação, de 10 minutos, começou com um comercial, onde foram lembrados os principais problemas enfrentados hoje pelos brasileiros, como a insegurança pública e os baixos rendimentos na área de Saúde e Educação.

Logo depois, o programa foi dividido em três partes. Na primeira, o presidente de honra do partido, Fernando Henrique Cardoso, que governou o Brasil entre 1995 e 2002, e que, junto com o governo anterior de Itamar Franco, lançou os fundamentos sociais e econômicos que sustentam o desenvolvimento e o progresso do país até hoje, faz uma mesa redonda com 120 jovens.

Ele responde perguntas sobre meio ambiente, educação, sociologia, política, o papel das mulheres na sociedade, e também sobre ex-presidentes, alianças políticas e corrupção. FHC comenta ainda, sobre o necessário e natural processo de revitalização dos partidos políticos, particularmente no PSDB.

Logo em seguida, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin apresenta o trabalho, diferenciado, dos governadores do PSDB que, além de São Paulo, administram os Estados de Minas Gerais, Paraná, Goiás, Pará, Tocantins, Alagoas e Roraima. “O PSDB é o partido que realmente transforma a vida das pessoas”, lembra.

Na sua parte final, o programa tem a participação do Presidente Nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra, e dos líderes de bancada, no Senado Alvaro Dias, na Câmara dos Deputados, Duarte Nogueira.

Guerra, além de também ressaltar as diferenças do PSDB em relação à administração de recursos públicos, a transparência, a ética e o respeito à democracia, lembra o desempenho do partido, o trabalho e a dedicação do candidato José Serra na última eleição presidencial.

O presidente salienta que o bom desempenho nas eleições estaduais – o PSDB é o partido com o maior número de governadores -, está reciprocamente ligado ao trabalho na campanha para Presidente da República.

Alvaro Dias e Duarte Nogueira abordam as iniciativas parlamentares e políticas que o partido terá no Congresso Nacional este ano em favor da população brasileira e em relação à fiscalização do governo federal. Entre as iniciativas estão o salário mínimo de R$ 600, proposto pelo então candidato José Serra, e a atualização da tabela do imposto de renda.


Fonte: Site PSDB

Beto Richa reforça importância independência dos poderes


Curitiba (03) – O governador Beto Richa apresentou nesta quarta-feira a mensagem do Plano de Governo na primeira sessão da 17ª legislatura da Assembleia Legislativa do Paraná. Ele reforçou a importância da independência e da cooperação entre os poderes em busca do bem comum. “A implantação de políticas públicas de nossa iniciativa buscará sempre ser antecedida de amplo debate com os deputados”, disse o governador.

Além de relatar as primeiras medidas que adotou no campo financeiro e em áreas prioritárias da administração, como a educação, a saúde, a segurança pública e a promoção social, Richa falou sobre os contratos de gestão, das medidas para recuperar o porto de Paranaguá, do reestabelecimento do planejamento de longo prazo nas ações do Estado.

Richa lembrou que entre as primeiras providências que adotou ao assumir o governo foi decretar uma moratória nos pagamentos, sem afetar serviços essenciais, para reconstituir a capacidade de investimento e recompor o equilíbrio financeiro do Estado. “Suspendemos os pagamentos pelo prazo de noventa dias e começamos a cortar em 15% os gastos correntes”, disse.

Ainda no campo da gestão, afirmou que vai “reorganizar a administração e profissionalizar a estrutura estatal, reconhecendo o papel fundamental do servidor público”. “Vamos restaurar a confiança no Estado como mediador das soluções esperadas pela sociedade e como indutor do desenvolvimento sustentável”, destacou.

Ele disse que buscará a cooperação com o Tribunal de Contas do Estado e o Ministério Público, contribuindo para que sua administração não se afaste dos princípios que regem a administração pública — legalidade, moralidade, publicidade, eficiência e impessoalidade.

Ele afirmou no pronunciamento que não era por acaso que buscou nos quadros destas duas instituições os nomes que ocupam as secretarias da Justiça, a Procuradoria Geral do Estado, e as secretarias especiais de Controle Interno e Corregedoria e Ouvidoria-Geral. “Não há democracia nem aperfeiçoamento das instituições republicanas sem o protagonismo da Justiça”, assinalou.

O governador voltou a falar sobre o compromisso assumido de retribuir a confiança das famílias paranaenses e dar primazia em seu governo as áreas de educação, saúde, segurança pública e promoção social, que foram poupadas do corte de gastos.

Fonte: www2.psdb.org.br

Para tucanos, discurso de Dilma no Congresso foi vazio e não passou de uma carta de intenções

Parlamentares do PSDB consideraram superficial e meramente protocolar o pronunciamento feito pela presidente Dilma Rousseff na abertura dos trabalhos legislativos nesta quarta-feira (2) no Congresso. “Ela fez um discurso sem muita densidade do ponto de vista de compromissos”, afirmou o líder do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira (SP). Para o líder da Minoria na Casa, deputado Paulo Abi-Ackel (MG), o pronunciamento foi marcado pela obviedade. “Todo o Congresso esperava um plano estratégico, sobretudo para as questões mais fundamentais para a vida do brasileiro”, reprovou.

Aloysio Nunes Ferreira (SP) também reclamou da falta de propostas concretas. Para o tucano, a defesa da petista de uma política de longo prazo para o salário mínimo tem o objetivo de tirar o foco da discussão de um aumento maior do que os R$ 545 defendidos pelo governo para 2011. A mesma agência de notícias, o tucano também ironizou as promessas feitas no discurso. “Continua tudo sem sentido, vazio, uma carência de rumos concretos e muitas promessas. Faltou só anunciar a cura do câncer”. Para o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), o desafio é transformar as palavras em atos. O tucano também considerou fracas as referências sobre a reforma tributária e o salário mínimo.

Além da superficialidade, os parlamentares do partido apontaram outros problemas no pronunciamento da petista. Duarte Nogueira lamentou a falta de reconhecimento às mudanças sociais e econômicas no país iniciadas desde o governo de Itamar Franco, recém-empossado senador. “Ela não teve a grandeza de reconhecer que a estabilidade da moeda e os ganhos da nossa economia, do poder aquisitivo e da melhoria da qualidade de vida começaram naquele período”, destacou.

Promessas requentadas sobre ações de combate a enchentes, de investimentos em infraestrutura e de apoio a reformas institucionais também foram lembradas pelos tucanos. “Apesar de estarem governando o Brasil há mais de oito anos, os mesmos problemas estão sendo repetidamente diagnosticados, mas não solucionados”, apontou Duarte, ao se referir à promessa da petista de adotar ações preventivas contra as chuvas que assolam o país a cada verão. “Quanto à reforma política, ela podia ter apresentado algo muito mais consistente, mas fez apenas uma referência superficial, como já havia ocorrido outra vez em relação ao campo tributário”, completou Abi-Ackel.

Fonte: Blog das bancadas do PSDB na Câmara e no Senado

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

PSDB na Mesa da Câmara dos Depuatdos

Os deputados recém-empossados elegeram na noite desta terça-feira (1) Eduardo Gomes (TO) para ser o primeiro-secretário da Mesa da Câmara. Candidato único ao cargo, o tucano teve 474 votos – a maior entre todos os nomes que disputaram postos – e integrou a chapa de consenso, que levou em conta a proporcionalidade partidária na distribuição dos cargos na direção da Casa. Com base neste princípio, o PSDB apoiou o nome de Marco Maia (PT-RS) para a presidência no biênio 2011-2012 e os demais nomes indicados pelos partidos. Com o suporte político de 21 dos 22 partidos da Casa, o petista foi eleito com 375 dos 509 votantes, derrotando três candidatos avulsos.

Eduardo Gomes, afirmou que sua atuação buscará fortalecer a imagem do Congresso junto à sociedade. “Vamos com responsabilidade buscar desenvolver, juntamente com o presidente Marco Maia, um trabalho a favor do fortalecimento do Legislativo. Temos que ouvir a Mesa e entender as necessidades da Casa”, afirmou o parlamentar reeleito pelo estado de Tocantins.

Além de Marco Maia e Eduardo Gomes, foram eleitos: Rose de Freitas (PMDB-ES) como 1ª vice-presidente; Eduardo da Fonte (PP-PE), 2º vice-presidente; Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), 2º secretário; Inocêncio Oliveira (PR-PE), 3º secretário; além de Júlio Delgado (PSB-MG), 4º secretário. Os suplentes são: Manato (PDT-ES), Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE), Geraldo Resende (PMDB-MS) e Sérgio Moraes (PTB-RS).

Fonte: Blog das Bancadas do PSDB na Câmara e no Senado.

Presidente do PSDB PR é eleito entre os deputados


O deputado Valdir Rossoni (PSDB) foi eleito nesta terça-feira presidente da Assembleia Legislativa para o biênio 2011-2012. A chapa encabeçada por Rossoni recebeu 46 votos dos 53 parlamentares que tomaram posse.

Além de Rossoni, integram a nova mesa diretora da Casa os deputados Artagão de Matos Leão Júnior (PMDB) – 1.º vice-presidente, Augustinho Zucchi (PDT) – 2.º vice-presidente, Douglas Fabrício (PPS) – 3.º vice-presidente, Plauto Miró (DEM) – 1.º secretário, Reni Pereira (PSB) – 2.º secretário, Reinhold Stephanes Júnior (PMDB) – 3.º secretário, Gilson de Souza (PSC), que substituiu o ausente Ney Leprevost (PP) – 4.º secretário e Fábio Camargo (PTB) – 5.º secretário.

Em seu primeiro discurso como novo presidente da Assembleia, Rossoni anunciou medidas no sentido de dar mais transparência e eficiência ao Poder Legislativo. Entre as ações, destaque para a realização de uma minuciosa auditoria em todos os setores da Casa, incluindo o recadastramento dos funcionários efetivos e comissionados, revisão dos processos de aposentadorias e dos pagamentos da Unidade Real de Valor (URV) aos servidores.

“Esta Casa viverá um tempo novo, de respeito com os parlamentares, com os servidores e, principalmente, de respeito com o trato público. Aos 58 anos de idade não posso mais pedir tempo à sociedade. Estou recebendo uma oportunidade única de fazer o que tem que ser feito nesta Casa”, declarou Rossoni.

Fonte: Site Deputado Valdir Rossoni

FHC comanda talk show tucano em programa na TV


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso comandará uma espécie de talk show na televisão na próxima quarta-feira, 2 de fevereiro. Na plateia, pessoas ligadas ao partido e representantes da juventude tucana conversam com o apresentador, que esbanja "simpatia e amor pelo Brasil e pelo PSDB", como descreveu no Twitter Gabriel Carmona Gonçalves, que participou da gravação do show neste domingo (30).

Gabriel, de 16 anos, foi um dos escolhidos para integrar a plateia do talk show tucano com o ex-presidente por participar ativamente das ações da juventude do partido. Durante a campanha presidencial no ano passado, o adolescente enfrentou um processo do Ministério Público Eleitoral, que pediu a retirada de seu blog por propaganda antecipada em favor do então candidato à Presidência da República José Serra (PSDB). Além disso, vestiu-se com o boneco inflável do candidato e saiu pelas ruas da capital paulista pedindo votos ao tucano.

O primeiro programa do PSDB no ano terá Gabriel, mas não terá José Serra ou o senador mineir o Aécio Neves. A estrela da peça com duração de 10 minutos será mesmo FHC. O ex-presidente, que ajudou a escrever o roteiro do show, respondeu às perguntas formuladas por homens e mulheres ligados ao PSDB.

O partido escalou o publicitário Eduardo Guedes, ex-subsecretário de Aécio, e o jornalista Márcio Aith, subsecretário de Comunicação do governo Geraldo Alckmin, para definir o formato e o conteúdo do programa, o primeiro depois das eleições presidenciais.


Fonte: Portal IG