quarta-feira, 17 de outubro de 2012

“Juventude e seus legados”, artigo de Matheus Leone

Ninguém ingressa na política à toa. Para Max Weber, “todo homem que se entrega à política, aspira ao poder – seja porque o considere como instrumento a serviço da consecução de outros fins, ideais ou egoístas, seja porque deseje o poder ‘pelo poder’, para gozar do sentimento de prestígio que ele confere”¹. Traduzindo, há pessoas que partem para a política (mandatária ou não) para lutarem pelo que consideram o bem comum, há pessoas que partem para a política para satisfazerem interesses escusos e pessoais e há pessoas que estão interessadas no poder apenas pelo prestígio que ele confere. Eu estenderia um pouco esse pensamento de Weber ao dizer que qualquer pessoa honesta que ingressa na política tem interesse em deixar um bom legado, um país melhor para as futuras gerações. Qual então deveria ser o nosso legado, o legado da Juventude do PSDB?

Nessas eleições, os cerca de 400 candidatos jovens têm a chance de deixar um legado importante na história de cada município brasileiro. É o legado da ética acima de tudo, da competência e do apreço pela democracia. Nós, jovens, somos inconformados por natureza, não engolimos a injustiça social e a corrupção. Não nos apresentamos como produtos prontos de uma sociedade. Somos a pira ideológica que aquece, anima, sacode e incentiva nosso partido. Devemos defender com garra o zelo com a coisa pública, a transparência, a fiscalização, a punição (justa e exemplar) para quem comete crimes e a lei da Ficha Limpa.

Juventude não é sinal de amadorismo, portanto os jovens candidatos que o PSDB apresentou devem deixar um legado de competência gerencial e parlamentar em seus municípios. Essa sempre foi uma marca de nosso partido e por ela somos reconhecidos pela sociedade. Um partido que tem a vontade, a coragem e a competência para fazer o que muitos consideram impossível.

Por fim, cada jovem tucano deve lutar para que a democracia saia mais forte desse processo eleitoral. Deve lutar para que esse processo eleitoral seja uma bela representação da importância da participação popular e da democracia como ferramentas de mudança social. Prezar pela democracia hoje passa também por lutar contra um projeto totalitário de poder que tentam implantar em nosso país.

Em um país onde um partido político tenta não apenas ganhar eleições, mas também dizimar adversários, é dever da oposição lutar com afinco para proteger o bem mais precioso que cada ser humano tem: a liberdade. Em um país onde um ex-presidente acha que pode manipular toda a sociedade para que eleitores votem em quem ele ordenar, é dever da oposição mostrar que está nas mãos do cidadão escolher seus representantes e não vice-versa. O político depende do povo, mas certos partidos querem plantar na cabeça dos eleitores que são eles que dependem dos políticos. Nossa obrigação moral é dizer não a esse projeto de controle e manipulação social.

Resta-nos concluir, que o grande legado que devemos buscar é a consolidação da nossa democracia sobre as égides da ética, da competência e da liberdade. Só assim a história nos olhará com simpatia e poderemos contar a nossos filhos e netos que transformamos nossa nação. Só assim poderemos olhar para o Brasil e vermos uma sociedade orgulhosa dos políticos que elege. A tarefa não parece fácil, e de fato não o é, mas como citei no começo, quem ingressa na política e é honesto ingressa para lutar pelo que considera o bem comum. Esse é o papel que nos cabe em uma democracia tão ameaçada por um projeto de poder totalitário. Será pelo cumprimento ou pelo descumprimento desse papel que seremos julgados pela sociedade e pelos livros de história.

* Artigo de Matheus Leone, militante do PSDB Jovem e graduando de Ciência Política na UnB

¹ WEBER, Max. “A Política como vocação”. Ciência e Política: duas vocações. São Paulo: Ed. Cultrix, 1993. Pag. 57.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

PM faz operação para instalação da UPS Vila Trindade, a 10a. de Curitiba

O processo para a instalação da décima Unidade Paraná Seguro (UPS) da capital paranaense foi iniciado na manhã deste sábado (13/10), no Bairro Cajuru, em Curitiba. Às 7 horas da manhã a Polícia Militar do Paraná, juntamente com a Guarda Municipal e Polícia Civil, iniciou o congelamento da Vila Trindade, área que receberá a UPS. Esta operação segue até a terça-feira (16/10), quando a base fixa será inaugurada pelo governo do estado no local.

Segundo o subcomandante-geral da PM, coronel Cesar Alberto Souza, que acompanhou o lançamento da operação, a décima UPS será denominada UPS Trindade e terá base na Rua Trindade, 1.000, com uma sede fixa. Mais de 150 policiais militares, em 20 viaturas, mais 27 integrantes da Guarda Municipal e duas viaturas da Polícia Civil, compõem a operação. “Na sequência, a exemplo das outras UPS, teremos 40 policiais militares fazendo policiamento comunitário de forma fixa no local”, garantiu o coronel.

O subcomandante também explicou que nesta vila há um diferencial. “Empregamos aqui um efetivo da Companhia de Cães (Canil), do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), para contribuir, por meio do faro, com os policiais na localização de drogas e foragidos”, explicou o coronel. A escolha da área para a instalação da décima UPS se deve aos números estatísticos registrados no local.

“De acordo com o censo de 2010, a taxa de homicídio no bairro Cajuru, para cada 100 mil habitantes, é de 37,42, sendo registrados pela PM de janeiro a 30 de setembro deste ano, 36 homicídios dolosos no bairro”, relatou o coronel. Os principais crimes registrados no Cajuru, além do homicídio, são furto, roubo e lesão corporal, o que a deve ser reduzido com a implantação da UPS. “Com esta UPS fechamos o plano destas unidades para Curitiba, neste ano”, lembrou César.

NÚMEROS - As ações da polícia nos bairros fizeram com que se reduzisse muito a presença de criminosos na região de Curitiba, e os índices de homicídios diminuísse, e esta é a intenção para a Vila Trindade também. “Um dos principais objetivos da instalação das UPS é diminuir o número de homicídios em todo o estado. Na capital, os homicídios dolosos tiveram uma redução de 31,65% se comparado os meses de agosto deste ano e do ano passado, sendo que neste foram registrados 54 homicídios dolosos e 79 no de 2011”, revela coronel Cesar.

As ações policiais realizadas em Curitiba fazem parte do pacote de medidas do Governo do Estado que prevê, além da contratação de profissionais de segurança pública e compra de equipamentos e viaturas, a implantação de 10 UPS até o fim deste ano na capital. “Procuramos trabalhar os pontos de forma científica e cirúrgica, com o serviço da corporação à frente da comunidade para que o Paraná tenha as melhores qualidades de segurança possível”, disse o subcomandante-geral.

PRIMEIROS RESULTADOS – Antes da entrada do efetivo da operação policial nesta manhã na vila, a PM já estava atuando fortemente desde a noite de sexta-feira (12), quando realizaram a prisão de três pessoas, dois homens e uma mulher. “Um rapaz foi abordado no Cajuru e com ele foram encontrados 100 gramas de maconha; após isso, ele indicou a origem da droga, e a PM seguiu até o local”, explicou o tenente Mivitz, que coordenou a equipe.

De acordo com ele, de posse do endereço, as equipes seguiram para uma rua entre o Bigorrilho e Mercês, onde localizaram um homem, uma mulher, 1,2 kg de cocaína, 1,2 kg de crack e mais 300 gramas de maconha, totalizando 400 gramas desta droga. Os presos e a droga foram encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac/Sul) para que medidas cabíveis fossem tomadas.

“O foco das UPSs é a PM Comunitária, quanto mais tempo a gente passa, quanto mais a gente vai conhecendo a comunidade, quanto mais ela vai nos conhecendo, mais a comunidade confia na Polícia. Pedimos que a população ligue para o 181, passe informações, e dessa forma possamos prestar um serviço muito melhor, que se consolide e se torne definitivo”, diz coronel Cesar Alberto Souza.

POLÍCIA CIVIL - Para evitar que ocorram confrontos no dia do congelamento da área que recebe a UPS, feito pela Polícia Militar, a Polícia Civil faz, cerca de três meses antes, uma depuração da área. O setor de inteligência da Polícia Civil investiga, descobre os criminosos mais perigosos da região, vai ao Poder Judiciário, consegue os mandados de prisão e faz as prisões.

Especificamente para a instalação da UPS da Trindade, no Cajuru, que ocorreu neste sábado, foram presas 17 pessoas nos últimos três meses na região. Todas elas estão envolvidas com o tráfico de drogas ou com homicídios. Três mandados de busca e apreensão também foram cumpridos, resultando na apreensão de meio quilo de cocaína, quatro armas e munições.

ACEITAÇÃO – Logo nos primeiros minutos de operação já era possível ver a aceitação do trabalho policial por parte dos moradores, como é o caso da auxiliar de limpeza Ana Lima, que contará com a base da UPS em frente a sua casa. “Excelente, principalmente para mim que sou viúva, teremos mais segurança, nunca tive problemas, mas tem vizinhas que tiveram, com certeza agora teremos segurança mesmo”, disse.

Também compartilha da opinião de Ana o eletricista José Nilson Batista. “É importante ter a presença da polícia por aqui, as abordagens não incomodam, já sabemos como funciona e estamos acostumados, eu acho muito bom porque tem muitos elementos que se infiltram aí, assim nos sentiremos mais protegidos”, garante. Já o mecânico Luis Carlos Amaral disse que a população local precisa disso. “É uma necessidade, espero que façam um serviço bom e trabalhem pela comunidade”.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Celso de Mello condena 8 por corrupção ativa

Brasília - Decano do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello seguiu integralmente o relator do mensalão do PT, Joaquim Barbosa, e condenou oito réus pelo crime de corrupção ativa. Foram condenados por ele José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoino, Marcos Valério, Cristiano Paz, Ramon Hollerbach, Rogério Tolentino e Simone Vasconcelos. Foram absolvidos por Mello o ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto e a ex-funcionária da SMP&B Geiza Dias.

Em voto longo, Mello refutou o argumento de que os réus condenados neste processo são acusados só pelo fato de terem sido importantes figuras políticas. “Ao contrário, condenam-se tais réus porque existe prova juricamente idônea”, afirmou.

“Jogos políticos motivados por práticas criminosas não podem ser tolerados”, assinalou.

Ao analisar a conduta dos réus, destacou: “Estamos a tratar de uma grande organização criminosa que se posiciona à sombra do poder, formulando e implementando medidas ilícitas, que tinham a finalidade, precisamente, da realização de um projeto de poder.”

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

GOVERNADOR ANUNCIA NEUTRALIDADE NO 2º TURNO EM CURITIBA

O governador Beto Richa anunciou hoje (10) que adotará a posição de neutralidade no segundo turno das eleições para prefeito de Curitiba. “Respeito o resultado das urnas e, como governador, pretendo estabelecer com o novo prefeito o mesmo relacionamento de respeito que mantenho e manterei com os atuais e futuros prefeitos do Paraná. A parceria com todos os municípios é importante para que o Estado possa avançar, criar oportunidades e reduzir desigualdades sociais”, afirmou Richa.

Condenação de Dirceu e de outros petistas será confirmada hoje

Brasília – Na sessão do julgamento do mensalão do PT desta quarta-feira, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) devem concluir o julgamento sobre 10 acusados de corromper parlamentares da base aliada, entre os quais estão a antiga cúpula petista. Faltam votar o decano Celso de Mello e o presidente da Corte, Carlos Ayres Britto.

Após o encerramento do capítulo sobre corrupção ativa, o relator Joaquim Barbosa começará a ler o voto sobre seis pessoas ligadas ao PT acusadas de lavagem de dinheiro.

Na sessão de ontem, foi garantida a maioria pela condenação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoino e do ex-tesoureiro Delúbio Soares. Além do trio petista, os ministros consideraram Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino e Simone Vasconcelos culpados pelo crime de corrupção ativa. Geiza Dias e o ex-ministro Anderson Adauto foram absolvidos.

Ex-advogado do Partido dos Trabalhadores (PT), Dias Toffoli foi o único ministro a absolver Dirceu durante a sessão de ontem. Para ele, não há provas de que o petista, que foi seu chefe no governo Lula, corrompeu parlamentares para garantir apoio político no Congresso. O ministro, no entanto, votou pela condenação do ex-presidente e do ex-tesoureiro do PT, José Genoino e Delúbio Soares, respectivamente.

Mas para a maior parte dos integrantes do STF, Dirceu negociou com a diretoria de BMG e Rural empréstimos a Valério que seriam usados para comprar apoio de parlamentares. As reuniões ocorreram na presença de Valério, Genoino e Delúbio. Apesar de não haver documento comprovando que Dirceu influiu na liberação do dinheiro, há proximidade de datas entre a concessão dos empréstimos e as reuniões. A maioria dos ministros considerou esta uma evidência de que a participação do réu foi fundamental para o esquema.

“A ilicitude advém do contexto em que os fatos se entrelaçam, na medida em que o chefe da Casa Civil se reúne exatamente com os dirigentes das instituições financeiras que advogam em interesses privados alheios à competência do ministro e que concedem, inclusive com coincidência temporal, os malsinados empréstimos utilizados para irrigar a corrupção de parlamentares”, disse Gilmar Mendes.

Em um voto cheio de ironias, Marco Aurélio Mello defendeu a tese do Ministério Público de que Dirceu era o chefe da quadrilha do mensalão do PT. “José Dirceu teve uma participação acentuada nesse escabroso episódio”, definiu o ministro, acrescentando que não levou em consideração apenas o depoimento prestado pelo delator do mensalão, Roberto Jefferson, a quem se referiu como tendo prestado um “bom serviço ao Brasil e ao PT” ao revelar o esquema.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Ministro petista abre votação de hoje no Supremo Tribunal Federal

Brasília – Na sessão que pode definir o destino do ex-ministro José Dirceu e mais dois petistas da cúpula do partido, o Supremo retoma o julgamento do mensalão do PT com o voto do ministro Antônio Dias Toffoli. Embora tenha sido subordinado a Dirceu na Casa Civil e chegado à Corte por indicação do PT, o magistrado não deve se declarar impedido para julgar o ex-ministro. O voto de absolvição ao amigo pessoal e ex-chefe, José Dirceu, é dado como certo.
Além de ter exercido o cargo de subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, o ministro foi advogado-geral da União no governo Lula e a namorada dele, Roberta Rangel, já defendeu outro réu no processo, o ex-deputado Professor Luizinho (PT).

O ministro-advogado do PT deixou a Casa Civil em julho de 2005, logo após a queda de Dirceu, em meio ao escândalo do mensalão. E também foi assessor jurídico da liderança do PT na Câmara dos Deputados entre 1995 e 2000.

No início do julgamento, apesar de ter sido questionado sobre sua isenção para julgar o caso, Toffoli resolveu participar do julgamento do mensalão e não encontrou resistência dos colegas ministros. Até agora, o único réu petista julgado foi o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), absolvido por Toffoli e Ricardo Lewandowski de quatro crimes. Curiosamente, o relator Lewandowski já absolveu Dirceu, voto que deve ser seguido por Toffoli.

Pela ordem de antiguidade na Corte, depois de Dias Toffoli, votam Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e Ayres Britto.

Fonte: www.psdb.org.br

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Nota - Luciano Ducci

Muito obrigado a todos os curitibanos que acreditaram em minha candidatura.
Muito obrigado a todos que participaram em mais este grande momento da
democracia.
Muito obrigado à minha equipe e a todos que foram às ruas defender nossas
propostas.
Lamento que os ataques contínuos às conquistas de Curitiba tenham afetado
minha candidatura. Tenho orgulho da cidade onde moro com minha família e
dos grandes avanços dos últimos anos.
Parabéns aos candidatos que passam ao segundo turno.
Que Curitiba continue sempre na frente é o meu desejo.

Luciano Ducci
Rubens Bueno

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Bandeiraço pró Ducci

No próximo sábado (6) será realizado um bandeiraço pró Ducci. O ponto de encontro será na Rua João Negrão, esquina com André de Barros, às 9 horas. Estará presente Marcello Richa, presidente nacional da Juventude da JPSDB, Edson Lau, presidente estadual  e João Gatti, presidente municipal.

Contamos com a participação de todos. Vamos "Juntos" até a vitória!


Programa Luciano Ducci 40

Confira o último programa Luciano Ducci 40!


terça-feira, 2 de outubro de 2012

Novos terminais do Capão da Imbuia e Vila Oficinas

O prefeito Luciano Ducci vai modernizar os terminais de ônibus da Regional Cajuru. Os terminais do Capão da Imbuia e Vilas Oficinas ganharão novos visuais, ficando mais confortáveis para os passageiros. O novo desenho, que vai ser adotado em todos os terminais da cidade, trará mais comodidade no embarque e desembarque e espaço para que os passageiros possam esperar os ônibus com mais segurança.

 A melhoria dos terminais faz parte do plano de governo de Luciano, que também prevê a construção do Clube da Gente do Cajuru, Sacolão da Família Centenário e a implantação do Ligeirão Campo Comprido/Centenário/Pinhais. Também serão construídas uma Unidade de Saúde no Acrópole e o Sacolão  Curitibano Centenário e será feita a  ampliação da Unidade de Saúde São Domingos. Outra obra é a implantação do binário nas ruas Olga Blaster e Nivaldo Braga.

Luciano já está construindo a nova Rua da Cidadania, que vai abrigar todos os serviços municipais, além de serviços estaduais e federais. Assim, a Prefeitura ficará mais perto do cidadão, em um prédio com três andares, na avenida Maurício Fruet.

Outra obra que começa no começo do próximo ano é a creche na rua dos Ferroviários, para 200 crianças. O recurso já está garantido com o governo federal e o terreno já foi adquirido pela Prefeitura.

55 Km de asfalto novo - o prefeito Luciano já está trazendo asfalto novo para a frente das casas dos moradores dos bairros Cajuru e Capão da Imbuia. São 23 quilômetros de pavimentação, que vão beneficiar 65 ruas até o fim do ano.
As equipes estão trabalhando em ruas de ônibus e também em áreas comerciais e residenciais. Assim, Luciano vai deixar mais rápida e segura as viagens de ônibus e acabar com a lama e a poeira na frente das casas.

Mercado Regional  no Cajuru
Os moradores da atual Regional Cajuru ganharam o Mercado Regional do Cajuru - o primeiro Mercado Municipal de bairros. O espaço tem produtos hortifrutigranjeiros frescos, vindo direto de produtores rurais. Também tem praça de alimentação e lojas de produtos diversificados.

Transformação em números
- 2,5 mil raio-x serão feitas por mês na Central de Raio-x do CMUM Cajuru;
- 560 novas vagas foram criadas com a construção de três creches no Cajuru.

Programa Luciano Ducci 40

Confira o último programa Luciano Ducci 40, que fala sobre a saúde!